Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3942
Título: Relação entre a ansiedade e as cognições das crianças perante situações ambíguas, e a ansiedade das mães e suas cognições
Autor: Cruz, Inês
Palavras-chave: Ansiedade
Crianças
Mães
Cognições
Anxiety
Children
Mothers
Cognitions
Data de Defesa: 2012
Resumo: Objectivo – Analisar a relação entre a ansiedade e as cognições das crianças perante situações ambíguas e a ansiedade das mães e suas cognições. Método – Inicialmente foi utilizado o método da análise de conteúdo com o objectivo de categorizar as cognições apresentadas pelas crianças e pelas mães perante os estímulos ambíguos das nove histórias. Seguidamente utilizou-se uma metodologia quantitativa, de forma a correlacionar e comparar as cognições das crianças e das mães com os resultados obtidos na escala sociodemográfica, SCARED-R e S.T.A.I. Resultados: Os resultados sugerem que existe uma correlação estatisticamente significativa entre a escala de ansiedade das crianças e os seus pensamentos negativos perante os estímulos ambíguos apresentados. Sugerem também a existência de uma correlação significativa entre a escala de ansiedade das mães (S.T.A.I) e os pensamentos positivos na história 1 e na história 3 das mesmas. Outro resultado verificado, foi a existência de uma associação estatisticamente significativa entre a ansiedade das crianças (SCARED-R) e as três histórias que potencializam o aparecimento tanto da ansiedade de separação como da ansiedade social das crianças. É ainda importante salientar que através dos resultados obtidos, podemos verificar que a ansiedade generalizada varia de forma desigual entre os géneros. Contudo, este estudo não obteve nenhuma correlação estatisticamente significativa entre a ansiedade dos filhos, as cognições das mães e sua ansiedade. Conclusões: Os resultados deste estudo vão de encontro a alguns resultados obtidos das investigações existentes sobre esta temática. No entanto, não se conseguiu averiguar a existência ou não de correlações positivas entre a ansiedade e as cognições dos filhos e as cognições das mães, situação esta que se opõem aos resultados maioritariamente encontrados na literatura pesquisada.
ABSTRACT: Objective: To analyse the relationship between anxiety and cognitions formed by children in ambiguous situations and mothers’ anxiety and cognitions. Method: Firstly, the content analysis method was used with the objective of categorising the cognitions displayed by the children and their mothers in the ambiguous scenarios of the nine case studies. Next a quantitative methodology was used, in order to correlate and compare the cognitions of the children and their mothers with the results obtained using the SCARED-R and S.T.A.I. sociodemographic scale. Results: The results suggest that there is a statistically significant correlation between the children’s anxiety scale and their negative thoughts in the presence of the ambiguous stimuli presented. They also suggest the existence of a significant correlation between the mothers’ anxiety scale (S.T.A.I.) and their positive thoughts in case study 1 and case study 3. Another result determined was the existence of a statistically significant association between the children’s anxiety (SCARED-R) and the three case studies which favour the occurrence of both separation anxiety and social anxiety in children. It is also important to highlight that on the basis of the results obtained, we can see that generalised anxiety varies unevenly between the sexes. However, this study did not obtain any statistically significant correlation between children’s anxiety, mothers’ cognitions and their anxiety. Conclusions: The results of this study are in accordance with some results obtained in investigations that have been carried out on this subject matter. However, it was not possible to determine the existence or non-existence of positive correlations between the anxiety and cognitions of children and the cognitions of mothers, which goes against the majority of the findings in the literature searched.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3942
Designação: Mestrado em Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14308.pdfDocumento principal1,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.