ISPA Repositório do ISPA
 
  Novo Utilizador? Registe-se aqui! Utilizador Registado? Entrar  

Repositório do ISPA >
Psicologia da Saúde >
PSAU - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.12/392

Título: Comportamento alimentar e dimensões da personalidade numa amostra não clínica
Autor: Carmo, Cláudia Isabel Guerreiro
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Personalidade
Perturbações alimentares
NEO-PI-R
Estudantes
Health psychology
Personality
Eating disorders
Students
Issue Date: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O objectivo deste estudo foi investigar a relação entre atitudes e comportamentos relativos à alimentação e ao peso, características psicológicas associadas às perturbações do comportamento alimentar e dimensões de personalidade em estudantes universitários a frequentar uma licenciatura na Região do Algarve. Os participantes foram 190 estudantes do sexo feminino, de 17 a 30 anos (M =21; DP=3,32). Foi utilizado um Questionário de Caracterização da Amostra, constituído por questões relativas a dados socio-demográficos e dados antropométricos. As atitudes, comportamentos e características psicológicas associadas às perturbações do comportamento alimentar foram avaliadas com o Inventário de Perturbações Alimentares (EDI-2; Garner, Olmsted, & Polivy, 1991). As dimensões de personalidade foram observadas através do Inventário de Personalidade NEO-Revisto (NEO-PI-R; Costa & McCrae, 1992). Foi observada uma associação positiva forte entre o comportamento alimentar disfuncional e a dimensão Neuroticismo, r (190) = 0,59, p<0,01. Em sentido inverso, existe uma correlação negativa moderada entre o comportamento alimentar e as dimensões Extroversão e Conscienciosidade, r (190) = - 0,36, p<0,01 e r (190) = - 0,31, p<0.0l respectivamente. As correlações obtidas entre o comportamento alimentar e as restantes dimensões de personalidade são positivas, mas baixas e não significativas, sugerindo que a relação entre eles não é forte. Na globalidade, os resultados parecem mostrar que os factores de personalidade são bons preditores das atitudes e comportamentos face à alimentação e ao peso. As dimensões de personalidade assumem um carácter protector ou facilitador (factor de risco) para o desenvolvimento de sintomatologia característica das PCA. Os resultados parecem mostrar que a dimensão Extroversão, em primeiro lugar e, a dimensão Conscienciosidade, em segundo, actuam como protectoras relativamente a problemas alimentares, enquanto a dimensão Neuroticismo parece representar um dos factores de risco para o desenvolvimento de sintomatologia associada às perturbações do comportamento alimentar.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/392
Appears in Collections:PSAU - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DM CARM1.pdf6,89 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

© 2009 Instituto Superior de Psicologia Aplicada - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia