Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/392
Título: Comportamento alimentar e dimensões da personalidade numa amostra não clínica
Autor: Carmo, Cláudia Isabel Guerreiro
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Personalidade
Perturbações alimentares
NEO-PI-R
Estudantes
Health psychology
Personality
Eating disorders
Students
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O objectivo deste estudo foi investigar a relação entre atitudes e comportamentos relativos à alimentação e ao peso, características psicológicas associadas às perturbações do comportamento alimentar e dimensões de personalidade em estudantes universitários a frequentar uma licenciatura na Região do Algarve. Os participantes foram 190 estudantes do sexo feminino, de 17 a 30 anos (M =21; DP=3,32). Foi utilizado um Questionário de Caracterização da Amostra, constituído por questões relativas a dados socio-demográficos e dados antropométricos. As atitudes, comportamentos e características psicológicas associadas às perturbações do comportamento alimentar foram avaliadas com o Inventário de Perturbações Alimentares (EDI-2; Garner, Olmsted, & Polivy, 1991). As dimensões de personalidade foram observadas através do Inventário de Personalidade NEO-Revisto (NEO-PI-R; Costa & McCrae, 1992). Foi observada uma associação positiva forte entre o comportamento alimentar disfuncional e a dimensão Neuroticismo, r (190) = 0,59, p<0,01. Em sentido inverso, existe uma correlação negativa moderada entre o comportamento alimentar e as dimensões Extroversão e Conscienciosidade, r (190) = - 0,36, p<0,01 e r (190) = - 0,31, p<0.0l respectivamente. As correlações obtidas entre o comportamento alimentar e as restantes dimensões de personalidade são positivas, mas baixas e não significativas, sugerindo que a relação entre eles não é forte. Na globalidade, os resultados parecem mostrar que os factores de personalidade são bons preditores das atitudes e comportamentos face à alimentação e ao peso. As dimensões de personalidade assumem um carácter protector ou facilitador (factor de risco) para o desenvolvimento de sintomatologia característica das PCA. Os resultados parecem mostrar que a dimensão Extroversão, em primeiro lugar e, a dimensão Conscienciosidade, em segundo, actuam como protectoras relativamente a problemas alimentares, enquanto a dimensão Neuroticismo parece representar um dos factores de risco para o desenvolvimento de sintomatologia associada às perturbações do comportamento alimentar.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/392
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM CARM1.pdf6,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.