Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3748
Título: Desgaste profissional : experiências de stress em controladores (as) de tráfego aéreo
Autor: Gato, Susana Isabel Barriguita
Orientador: Teixeira, José A. Carvalho
Palavras-chave: Stress ocupacional
Controlador de tráfego aéreo
Fontes de stress
Data de Defesa: 2007
Resumo: A promoção da saúde no local de trabalho é fundamental para um bom desempenho da actividade laboral. A experiência de stress pode alterar o modo como a pessoa sente, pensa e se comporta e produzir alterações fisiológicas mais ou menos reversíveis, constituindo assim uma área de interesse para a investigação em Saúde Ocupacional. Neste estudo pretendeu-se analisar o stress ocupacional nos controladores de tráfego aéreo, as fontes que o provocam, a forma destes indivíduos lidarem com o stress, que estratégias apresentam, as diferenças entre homens e mulheres e a influência na vida familiar. Apresentamos os resultados de um estudo qualitativo realizado com controladores de tráfego aéreo do Centro de Controle de Tráfego Aéreo de Lisboa, em que a amostra é constituída por 8 indivíduos, 4 do sexo masculino e 4 do sexo feminino. Utilizámos para a obtenção dos dados uma entrevista semi-estruturada com questões abertas que foram depois analisadas à luz da Análise Fenomenológica Interpretativa (IPA) de Jonathan Smith. Os resultados obtidos demonstram que não existem diferenças nas fontes de stress e nas formas de lidar com o stress entre homens e mulheres, e que independentemente do género de pertença os factores ou situações potenciadoras de stress no local de trabalho são as mesmas.
ABSTRACT: Health promotion in the workplace is key to good performance of the work. The experience of stress can change the way a person feels, thinks and behaves and if produce physiological changes more or less reverse, thus constituting an area of interest for research in Occupational Health. In this study we set out to examine occupational stress in air traffic controllers, the sources that cause, the way these individuals deal with stress, which have strategies, the differences between men and women and influence on family life. We present the results of a qualitative study conducted with air traffic controllers of the Center for Control of Air Traffic in Lisbon, where the sample consists of 8 subjects, 4 males and 4 females. Used to obtain the data a semi-structured interview with open questions which were then examined in the light of Interpretative Phenomenological Analysis (IPA) to Jonathan Smith. The results show that there are no differences in the sources of stress and ways of coping with stress between men and women, and that regardless of the gender of belonging factors or circumstances leading to stress in the workplace are the same.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3748
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
12416.pdfDocumento principal866,73 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.