Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3730
Título: O espaço e o tempo como organizadores mentais : Um estudo através do Rorschach
Autor: Tomás, Sandra Cristina Moreira Gomes
Orientador: Marques, Maria Emília
Palavras-chave: Espaço
Tempo
Organizador mental
Bi-lógica
Consciente
Inconsciente
Significação
Rorschach
Dimensionalidade psíquica
Quarta- dimensão
Space
Time
Mental organizer
Bi-logic
Conscious
Unconscious
Meaning
Rorschach
Psychic dimensionality
Fourth-dimension
Data de Defesa: 2009
Resumo: Explorando as teorias que consideram o espaço e o tempo como organizadores mentais, encontrámos as suas diferenças: o espaço psíquico enquanto sistema de relacionar, e o tempo enquanto factor de ligação, aquilo que sincroniza a expectativa e realização positiva, mobilizando a satisfação (contiguidade e continuidade no espaço e tempo), ou que dessincroniza, mobilizando a frustração e obrigando à criação dos símbolos, da representação, que são sujeitos a formatação espacial e temporal (espaços diferenciados e tempo sequencial). O espaço psíquico é assim constituído pela dor do tempo. Conjugando os estudos do desenvolvimento através do espaço e tempo, propomos uma concepção dimensional da mente, que procurámos operacionalizar através do método de Rorschach, enquanto instrumento que permite aceder às transformações internas do sujeito em termos também espáciotemporais. A partir do estudo de um protocolo de Rorschach, destacamos o modo quadridimensional da mente, um modo diferente de organizar espáciotemporalmente a experiência emocional, visível sobretudo pela procura de definir uma relação única a partir de várias relações, e que é principalmente manifestado através de uma espacialização do tempo.
ABSTRACT: Searching the explorations of theories that consider space and time as mental organizers, we found the differences between them: the psychic space as a system that relates, and time as connection factor, what allows the expectation and positive realization to synchronize, mobilizing satisfaction (continuity and contiguity in space and time), or desynchronize, mobilizing frustration and forcing the psychic space to create symbols, representations that are formatted by space and time (differentiated spaces and sequential time). Space is therefore constituted by the pain of time. By conjugating with the studies of development trough space and time, we propose a dimensional conception of the mind, which we explore by making it operational through the method of Rorschach, as it an instrument that permits to know the internal transformations of the subject, permits to know the ways in which the subject in space and time organizes the mind. By studding a protocol of Rorschach, we give evidence to a fourth dimensional conception of the mind, a different way of organizing the emotional experience trough space and time, that is mostly denoted by the search to define a single relation of several, which is mostly seen trough a spatialization of time.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3730
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1802.pdfDocumento principal1,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.