Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3727
Título: Caraterização das competências psicológicas de atletas de hóquei em patins
Autor: Barata, Andreia Filipa de Almeida
Orientador: Almeida, Pedro Henrique Garcia Lopes de
Palavras-chave: Competências psicológicas
Orientação motivacional
Hóquei em patins
Psychological competencies
Motivational orientation
Roller hockey
Data de Defesa: 2014
Resumo: Este estudo, tem como objectivo caracterizar e comparar os atletas de hóquei em patins de diferentes géneros, níveis competitivos, posições, escalões e experiência competitiva nas competências psicológicas (autoconfiança, negativismo, positivismo, motivação, atenção, imagética, atitude competitiva) e orientação motivacional. Participaram neste estudo 261 atletas de hóquei em patins (201 atletas masculinos e 60 femininos) portugueses e a jogarem em Portugal, com uma média de idades é de 21,20. Os questionários utilizados foram o Perfil Psicológico de Prestação (PPP), desenvolvido por Loehr (1986) e traduzido para português por Vasconcelos-Raposo (1993), e o TEOSQ, Questionário de Orientação para a Tarefa e Ego no Desporto, adaptado para a língua portuguesa, por Fonseca e Brito (2001). Relativamente aos níveis competitivos verificaram-se diferenças significativas na competência Imagética, sendo a média mais elevada na 1ª divisão. No que se refere às posições, não foram encontradas diferenças significativas. Ao nível dos escalões os resultados apresentaram diferenças significativas nas competências autoconfiança, controlo de negativismo, atenção e orientação para o ego. Os seniores apresentam médias mais elevadas nas competências, e a menor média na orientação para o ego. Os anos de experiência competitiva apresentaram diferenças ao nível da autoconfiança, do controlo de negativismo e da imagética, aumentando as médias no grupo com mais anos de competição Foram ainda encontradas diferenças estatisticamente significativas relativamente ao género nas competências autoconfiança, controlo de negativismo e imagética onde as médias são superiores nos masculinos. O presente estudo sugere a necessidade de integrar sistematicamente o treino mental na preparação dos atletas, com vista a maximizar o rendimento e igualmente contribuir para a identificação do estado ideal de prestação desportiva no hóquei em patins.
ABSTRACT: Este estudo, tem como objectivo caracterizar e comparar os atletas de hóquei em patins de diferentes géneros, níveis competitivos, posições, escalões e experiência competitiva nas competências psicológicas (autoconfiança, negativismo, positivismo, motivação, atenção, imagética, atitude competitiva) e orientação motivacional. Participaram neste estudo 261 atletas de hóquei em patins (201 atletas masculinos e 60 femininos) portugueses e a jogarem em Portugal, com uma média de idades é de 21,20. Os questionários utilizados foram o Perfil Psicológico de Prestação (PPP), desenvolvido por Loehr (1986) e traduzido para português por Vasconcelos-Raposo (1993), e o TEOSQ, Questionário de Orientação para a Tarefa e Ego no Desporto, adaptado para a língua portuguesa, por Fonseca e Brito (2001). Relativamente aos níveis competitivos verificaram-se diferenças significativas na competência Imagética, sendo a média mais elevada na 1ª divisão. No que se refere às posições, não foram encontradas diferenças significativas. Ao nível dos escalões os resultados apresentaram diferenças significativas nas competências autoconfiança, controlo de negativismo, atenção e orientação para o ego. Os seniores apresentam médias mais elevadas nas competências, e a menor média na orientação para o ego. Os anos de experiência competitiva apresentaram diferenças ao nível da autoconfiança, do controlo de negativismo e da imagética, aumentando as médias no grupo com mais anos de competição Foram ainda encontradas diferenças estatisticamente significativas relativamente ao género nas competências autoconfiança, controlo de negativismo e imagética onde as médias são superiores nos masculinos. O presente estudo sugere a necessidade de integrar sistematicamente o treino mental na preparação dos atletas, com vista a maximizar o rendimento e igualmente contribuir para a identificação do estado ideal de prestação desportiva no hóquei em patins.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3727
Designação: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Aparece nas colecções:PSOC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17931.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.