Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3723
Título: A relação entre a qualidade da vinculação e as competências socioemocionais de crianças no ensino pré-escolar
Autor: Micael, Mariana Achiame
Orientador: Santos, António José
Palavras-chave: Vinculação
Competências socioemocionais
Pré-escolar
Género
Attachment
Socio-emotional competences
Pre-school
Gender
Data de Defesa: 2014
Resumo: A avaliação das competências socioemocionais como um só construto e a sua relação com qualidade da vinculação revela-se escassa na literatura atual. O presente estudo pretende averiguar a associação entre a qualidade de vinculação e as competências socioemocionais, tendo sido igualmente explorada a associação entre o género e a qualidade de vinculação e o género e as competências socioemocionais. No total participaram 55 crianças, de idades compreendidas entre os 5 e os 6 anos, em que 25 eram raparigas. Os instrumentos utilizados foram o Desenho Infantil da Família (Kaplan e Main, 1986), e a Escala de Competência Social e de Avaliação do Comportamento (La Frenière e Dumas,1996). Os resultados encontrados sugerem que as crianças classificadas com vinculação segura tendem a desenvolver mais competências sociais do que as classificadas com vinculação insegura. Verificou-se ainda que as raparigas parecem apresentar vantagens ao nível do desenvolvimento da competência social, tendo apresentado valores superiores aos dos rapazes. No que diz respeito à associação entre o género e a vinculação, os resultados demonstram que não há diferenças significativas, ou seja, rapazes e raparigas apresentam a mesma capacidade para desenvolverem relações de vinculação seguras ou inseguras. As competências socioemocionais permitem uma maior adaptabilidade às relações sociais, nomeadamente na fase pré-escolar – fase de intensas mudanças na vida da criança. Torna-se assim importante aprofundar os conhecimentos destes constructos para uma maior compreensão do desenvolvimento saudável das crianças.
ABSTRACT: Literature still scarce evaluating children socio-emotional competences as an only construct and his relationship with attachment quality. Therefore, the present study aims to verify the association between attachment's qualities and socio-emotional competences, having associations between gender and quality of the attachment and gender and socio-emotional skills been equally explored. In total 55 children participated, aged between 5 and 6 years old, from which 25 were girls. The instruments used were The Family Drawings (Kaplain & Main, 1986) and The Social Competence and Behavior Evaluation Scale (La Frenière & Dumas, 1996). Results suggested that children classified as having a secure attachment tend to develop more social skills than those classified as having an insecure attachment. Moreover, girls presented superior values comparatively to boys. Regarding association between gender and attachment, there were no significant differences. Socio-emotional competences allow a higher social relationships adaptability, namely in pre-scholar period – phase where happens significant changes in children’s life. Thus, it becomes fundamental to cultivate knowledge regarding this constructs for a wider comprehension of children’s health development.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3723
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15652.pdf361,14 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.