Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3692
Título: A relação entre a qualidade da amizade e a depressão a adolescência : Um estudo longitudinal
Autor: Ramos, Rute Cotrim
Orientador: Santos, António José
Palavras-chave: Amizade
Depressão
Adolescência
Grupo de pares
Friendship
Depression
Adolescence
Peer group
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente estudo tem como objetivo averiguar se a ausência de amizades recíprocas em dois anos consecutivos tem influência no aparecimento de sintomas depressivos em adolescentes. Num primeiro momento participaram 378 adolescentes com idades compreendidas entre os 12 e os 15 anos, a frequentar o 7º, 8º e 9º ano de escolaridade, e no segundo momento participaram 253 adolescentes. Os dados foram recolhidos utilizando o Inventário da Depressão da Criança- que consiste numa escala de autoavaliação de sintomas depressivos - o Questionário da Qualidade de Amizade - que consiste numa escala de autorrelato multidimensional que avalia as perceções que crianças e adolescentes têm sobre as principais características qualitativas da ligação ao seu melhor amigo - e as Nomeações de Amizade – nas quais o adolescente nomeou o primeiro e o segundo melhor amigo do mesmo sexo. Os resultados demonstraram correlações negativas entre a qualidade da amizade e a sintomatologia depressiva. Relativamente a diferenças entre os géneros, foram significativas em termos da qualidade da amizade a favor do sexo feminino, sendo que não existem diferenças significativas entre os géneros no que diz respeito à depressão. Relativamente a diferenças em função do número de amizades recíprocas, foram significativas a nível da qualidade da amizade a favor dos adolescentes que possuem um ou dois amigos recíprocos quando comparados com os que não possuem nenhum. Finalmente, no que diz respeito à depressão, apenas se verificou uma diferença significativa na anedonia que foi inferior nos adolescentes que possuem dois amigos recíprocos quando comparados com os do grupo sem amigos.
ABSTRACT------The goal of the present study is to ascertain if the absence of reciprocal friendships in two consecutive years has influence in the appearance of depression symptoms in teenagers. 378 adolescents participated in the first moment with ages from 12 to 15, attending the 7th, 8th and 9th grade, in the second moment, 253 participated. The data were gathered using the Children Depressive Inventory- which consists on a scale of self-assessment of depressive symptoms- Friendship Quality Questionnaire- which consists on a scale of multidimensional self-report that evaluates the perceptions that children and teenagers have about the main qualitative characteristics of the bond to their best friend- and the Friendship Nominations- in which the teenagers nominated the first and second best friend of the same gender. The results showed negative correlations between the quality of friendship and the depressive symptomatology. Regarding the gender differences, they were significant in terms of friendship quality in favor of females, there were no significant differences between the genders concerning depression. Regarding the differences in the number of reciprocal friendships, they were significant for friendship quality, in favor of the teenagers that have one or two reciprocal friends when compared to the ones that have none. Finally, respecting depression, there was only a significant difference for anhedonia which was inferior for the teenagers with two reciprocal friends when compared with the ones with no reciprocal friends.
Descrição: Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3692
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
21723.pdfDocumento principal682,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.