Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/369
Título: Ansiedade perante a morte em estudantes de enfermagem: Estudo exploratório
Autor: Brito, Ana Maria Duarte
Orientador: Sá, Eduardo
Palavras-chave: Psicologia clínica
Ansiedade perante a morte
Enfermagem
Atitudes perante a morte
Clinical psychology
Death anxiety
Nursing
Death attitudes
Data de Defesa: 2003
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O objectivo deste trabalho centra-se na investigação e análise da ansiedade perante a morte em futuros profissionais da saúde, nomeadamente em estudantes universitários do curso de enfermagem. Sendo a morte considerada por muitos autores como o grande tabu do séc. XX/XXI numa primeira fase faz-se uma análise histórica dos aspectos mais sociológicos da morte. Numa segunda fase abordam-se os aspectos psicológicos e o medo perante a morte. O medo da morte é universal e pode ser detectado em todas as culturas, nas diversas crenças religiosas, em todas as idades e em ambos os sexos. Abrange múltiplos aspectos sendo que cada um deles poderá provocar mais medo em diferentes pessoas. A questão básica do presente trabalho é a de como se coloca perante a morte o estudante de enfermagem que no futuro lidará profissionalmente com a morte dos outros. A partir destes pressupostos, procurou-se estudar o medo da morte em estudantes de enfermagem, utilizando como instrumento de medida a Escala Multidimensional para Medir o Medo da Morte (EMMM) de Hoelter que foi aplicada em diversas escolas de enfermagem de Lisboa. Esta escala é constituída por oito sub-escalas, cada uma avaliando um aspecto diferenciado do medo da morte ("Medo de Morrer", "Medo dos Mortos", "Medo de Ser Destruído", "Medo da Perda de Pessoas Significativas", "Medo do Desconhecido", "Medo da Morte Consciente", "Medo do Próprio Corpo Após a Morte" e "Medo da Morte Prematura"). X A amostra é constituída por 475 participantes, maioritariamente do sexo feminino (84%), com idades entre os 18 e os 52 anos e abrange os diversos anos de formação do curso de enfermagem. No decorrer do trabalho procurou-se estudar a relação entre o medo da morte e diferentes variáveis, tais como o sexo, a idade, os anos de formação, a convicção religiosa, já ter vivido situações onde estivesse iminente a sua própria morte ou onde a vida de alguém próximo estivesse em risco ou ainda situações de morte de pessoas próximas, nomeadamente os pais e a participação em funerais. Os resultados obtidos indicaram diferenças significativas entre os sexos, apresentando o sexo feminino maior medo da morte do que o sexo masculino, o que corrobora resultados obtidos noutros estudos. Os sujeitos que nunca viveram situações onde estivesse iminente a sua própria morte ou onde a vida de alguém próximo estivesse em risco apresentam um maior medo do que os que já vivenciaram esse tipo de situações. Quem já passou pela experiência da morte de alguém próximo apresenta maior medo do que aqueles que ainda não viveram essa situação. Ao contrário de outros estudos, na nossa amostra os jovens apresentam uma tendência para um menor medo da morte do que os mais velhos e não se encontrou qualquer relação entre a convicção religiosa e o medo da morte. Dum modo geral, constatou-se que as dimensões do medo da morte em relação às quais a nossa amostra manifesta maior medo são o "Medo de Ser Destruído" e o "Medo dos Mortos", o que vai de encontro à ideia de que a escolha pelo curso de enfermagem é uma atitude reactiva, procurando na sua futura profissão uma forma de lidar com o medo da morte. Estes resultados são discutidos e são apresentadas algumas sugestões com o objectivo de ajudar o estudante de enfermagem a melhor lidar com a morte.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/369
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM BRIT-A1.pdf7,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.