Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3630
Título: As repercussões do desemprego no funcionamento familiar e na saúde mental da díade conjugal
Autor: Pires, Maria Manuel Pereira
Orientador: Pereira, Maria Gouveia
Palavras-chave: Desemprego
Funcionamento familiar
Stress
Depressão
Ideação suicida
Unemployment
Family functioning
Stress
Depression
Suicidal ideation
Data de Defesa: 2014
Resumo: O desemprego é uma consequência da atual situação económica e social, o qual tem impacto no funcionamento familiar. Dada a escassez de estudos relativos às consequências do desemprego, pretendemos aprofundar esta temática e averiguar se, num casal, quando um dos cônjuges está empregado e o outro desempregado, esta situação interfere no funcionamento familiar e na saúde mental, nomeadamente com repercussões a nível do stress, da depressão e da ideação suicida. A amostra deste estudo é constituída por 44 casais, 23 casais em que é o homem que está desempregado e 21 casais em que é a mulher que está desempregada, com média de idades de 47.67 e residentes num concelho da Área Metropolitana de Lisboa. Aos participantes foi pedido que respondessem à escala de “Avaliação de Flexibilidade e Coesão Familiar - FACES IV” (Olson, 2011), à “Escala de Perceção de Stress” (Ribeiro & Marques, 2009), ao “Inventário Depressivo de Beck”, (Serra & Abreu, 1973) e ao “Questionário da Ideação Suicida” (Ferreira & Castela, 1999). Os resultados indicam-nos que a funcionalidade do sistema familiar tem influências positivas no stress, na depressão e na ideação suicida. Verificou-se a existência de um modelo de mediação, em que o efeito da depressão é total mediador da relação entre o funcionamento familiar e ideação suicida. Não se obtiveram diferenças entre homens e mulheres, na situação de desemprego, e no que respeita ao funcionamento familiar e à saúde mental.
ABSTRACT------Unemployment is a consequence of the present socioeconomic situation, which consequently has an impact on family functioning. Given the lack of studies on the consequences of unemployment, we intend to develop this subject area and determine whether or not the fact that one of the members of the couple is employed and the other is unemployed interferes with family functioning and mental health, particularly with repercussions on stress, depression and suicidal ideation. The trail sample is made up of 44 couples living in a district in the Lisbon metropolitan area. In 23 of those couples the man is the one who is unemployed and in 21 of those couples it is the woman. The average age is 47.67. The participants were asked to answer the “Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scale – FACES IV” (Olson, 2011), the “Perceived Stress Scale” (Ribeiro & Marques, 2009), the “Beck Depression Inventory “(Serra & Abreu, 1973) and the “Suicidal Ideation Questionnaire” (Ferreira & Castela, 1999). The results indicate that the functioning of the family system has positive effects on stress, depression and suicidal ideation. There is verified existence of a mediation model in which the effect of depression is a complete mediator of the relation between family functioning and suicidal ideation. There were no differences between men and women on job situation, family functioning and mental health.
Descrição: Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3630
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17972.pdfDocumento principal342,77 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.