Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3619
Título: Influência da satisfação conjugal na qualidade da relação mãe-bebé
Autor: Silva, Joana
Orientador: Salgueiro, Emílio Eduardo Guerra
Palavras-chave: Gravidez
Relacionamento conjugal
Relação mãe-bebé
Método de observação de Esther Bick
Pregnancy
Marital relationship
Mother-baby relationship
Method of observation of Esther Bick
Data de Defesa: 2008
Resumo: O presente artigo tem como objectivo perceber a influência da satisfação conjugal, em termos de satisfação, proximidade e apoio do cônjuge, na qualidade da relação mãe-bebé. Participaram quatro grávidas, casadas ou a viver maritalmente, com idades compreendidas entre os 28 e os 33 anos. Utilizou-se a metodologia de estudo de caso e, a nível de instrumentos, recorreu-se à Entrevista Anamnésica Estruturada, à Escala de Relacionamento Conjugal (E.R.C.), ao Método de Observação de Bebés de Esther Bick e à Análise dos Conteúdos. A recolha de dados foi realizada em dois momentos: o primeiro contacto com as participantes foi feito nas aulas de preparação para o parto, no Centro de Saúde de Rio Maior, onde lhes foi feita uma entrevista prévia e aplicada a E.R.C. Num segundo momento, após o nascimento dos bebés, foram realizadas um total de 16 observações semanais em casa das participantes. As participantes avaliaram o relacionamento conjugal de forma positiva embora com diferenças entre si. Ainda que não se tenha verificado uma correlação directa entre os valores de ligação pai-mãe e a relação mãe-bebé, os resultados mostraram que uma pontuação mais elevada numa E.R.C parece funcionar como protectora de determinados sintomas da relação mãe-bebé, a que não é de atribuir significado psicopatológico.
ABSTRACT------The present article aims to understand the influence of the marital satisfaction, in terms of satisfaction, closeness and support of spouse, as the mother-infant relationship. Participated four pregnant women, married or living marital, aged between 28 and 33 years. Using the methodology of case study and the level of instruments, we used the Anamnestic Structured Interview, the Conjugal Relationship Scale (E.R.C.), the Method of Observation of Babies of Esther Bick and Analysis of Contents. Data collection of facts was performed in two moments: the first contact with the participants was done in classes of preparation for the birth, in the Center of Health of Rio Maior, where they was made a prior interview and applied the E.R.C.. In a second moment, after the birth of the babies, they were carried a total of 16 weekly observations at participants home. The participants evaluated the marital relationship in positive form although with differences among themselves. Even if it have not been verified a direct correlation between the values of link parent-mother and the relation mother-baby, the results showed that a higher score in E.R.C seems to work as a protector of certain symptoms of the mother-baby relationship, which is not to assign meaning psychopathologic.
Descrição: Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3619
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14517.pdfDocumento principal361,82 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.