Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3618
Título: Funcionamento familiar e a separação psicológica dos pais associados à ideação suicida
Autor: Abreu, Sónia Alexandra Rodrigues
Orientador: Pereira, Maria Gouveia
Palavras-chave: Funcionamento familiar
Coesão
Adaptabilidade
Separação psicológica
Ideação suicida
Family functioning
Cohesion
Adaptability
Psychological separation
Suicidal ideation
Data de Defesa: 2008
Resumo: Este trabalho teve como objectivo averiguar se o funcionamento familiar e o grau de autonomia estavam associados à ideação suicida. Através do estudo transversal e da metodologia comparativa tentou-se averiguar como estes três fenómenos interagem e em que medida se encontram interligados, mais especificamente, qual o impacto que o funcionamento familiar e a separação psicológica dos pais têm nos adolescentes e qual a sua influência relativamente aos níveis de ideação suicida. Esta investigação contou com a participação de 289 adolescentes que frequentavam o ensino básico e secundário, com idades compreendidas entre os 14 e os 19 anos, aos quais se aplicaram os seguintes instrumentos: o Questionário de Ideação Suicida (Q.I.S.) (Ferreira, & Castela, 1993/94), uma versão portuguesa da Escala de Avaliação da Adaptabilidade e da Coesão Familiar (Olson, Portner, & Lavee, 1985) e uma versão portuguesa do Inventário de Separação Psicológica (Almeida, Dias, & Fontaine, 1996). Os resultados mostram que as famílias Desagregadas e as famílias Rígidas, ao não atingirem o equilíbrio adequado nesta etapa de desenvolvimento, criam grandes dificuldades aos seus adolescentes na resolução de separação psicológica, permitindo-lhes apenas alcançar uma pseudo-autonomia, o que parece provocar níveis de ideação mais elevados. Em contrapartida, as famílias Aglutinadas e as famílias Caóticas parecem atingir o equilíbrio desejável, o que faz com que os seus adolescentes tenham menos dificuldades no processo de separação, alcancem uma verdadeira autonomia e apresentem níveis mais baixos de ideação suicida. Em suma, os níveis mais altos de ideação suicida parecem expressar um duplo fracasso, ao nível familiar e individual, na medida em que um tipo de funcionamento familiar específico e dificuldades no processo adolescente parecem levar ao surgimento destes pensamentos de forma mais acentuada.
ABSTRACT------The aim of this project work was to inquire if family functionalism and self-government degree were associated to suicide ideation. Through a transversal study and the comparative methodology one tried to investigate how these three phenomenons interact and whether they are in any way connected, specifically which impact does family functioning and psychological separation from parents have on teenagers and whether it has any influence on the suicidal ideation levels. This investigation counted with the participation of two hundred and eighty-nine teenagers, attending elementary and secondary school, with ages between fourteen and nineteen, to whom where applied the following tools: the Suicidal Ideation Questionnaire (Q.I.S.) (Ferreira & Castela, 1993/94), a Portuguese version of the Evaluation Scale of Adaptability and Family Cohesion (Olson, Portner, & Lavee, 1985) and a Portuguese version of the Psychological Separation Inventory (Almeida, Dias, & Fontaine, 1996). The results show that disengaged and rigid families, who weren’t able to attain the wished equilibrium at this stage of development, rise more difficulties to there youngsters regarding psychological separation, allowing them to obtain a false autonomy, which seems to lead adolescents to higher levels of suicide ideations. However, on the other hand, enmeshed families and chaotic families seem to achieve the aimed equilibrium, which enables adolescents to have fewer difficulties in facing the separation process, attain a true autonomy and show a lower suicidal ideation levels. In brief, the higher levels of suicidal ideation seem to express a double failure, at family level and individually, according to which the way family functions and difficulties encounted in the teenage growing process seem to lead to the emerging of suicidal thoughts in a more emphasized manner.
Descrição: Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3618
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
11656.pdfDocumento principal1,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.