Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3601
Título: Efeito da violação de expectativas no comportamento e na resposta de testosterona à competição
Autor: Cavalheiro, Ana Sofia Silva
Orientador: Oliveira, Rui Filipe
Palavras-chave: Appraisal
Testosterona
Expectativas
Competição
Testosterone
Expectations
Competition
Data de Defesa: 2014
Resumo: Tem sido proposto na literatura que, em humanos, a resposta da testosterona à competição possa ser modulada por variáveis cognitivas. Neste estudo, testamos a hipótese de que as variações dos níveis de testosterona, verificadas após uma competição, não estejam tão relacionadas com o resultado em si mas antes com a forma como o sujeito avalia o evento em questão, em particular com as suas expectativas acerca da competição. Para isso, foram manipuladas as expectativas que um grupo de participantes, do sexo feminino, criou acerca de uma competição e do seu resultado. Foi construída uma tarefa, em contexto laboratorial, que nos possibilitou a manipulação das suas expectativas. Assim, as participantes foram distribuídas por dois grupos artificiais e foi-lhes fornecido um falso feedback, que lhes direcionava as expectativas. Desta forma, os dados recolhidos apresentam informação acerca de participantes que perderam ou ganharam, em situações de confirmação de expectativas ou de violação de expectativas. Posto isto, colocou-se a hipótese de que se obteria maior resposta de testosterona nas participantes vencedoras, comparativamente com as derrotadas, de acordo com o modelo biossocial e avançou-se com a possibilidade de uma maior amplificação desta resposta de testosterona, quando as expectativas eram violadas. De facto, a última predição, confirmou-se, houve uma diferença significativa na variação de T, entre vencedoras e derrotadas, apenas nas sessões em que as expectativas das participantes foram violadas. Contudo, ao contrário do esperado, encontrou-se evidência de um resultado inverso ao modelo biossocial, as participantes que venceram a competição apresentaram valores inferiores de T.
ABSTRACT: It has been proposed in the literature that, in humans, the response of testosterone to the competition can be modulated by cognitive variables. In this study, we tested the hypothesis that variations in testosterone levels observed after a competition are not so related to its outcome in itself but rather with the way the subject evaluates the event in question, particularly with expectations about the competition. To study this, we manipulated the expectations that a group of female participants, created about the competition and its result. We developed a task in laboratory context, which enabled us the manipulation of their expectations. Thus, the participants were distributed into two artificial groups and were instructed with a false feedback that shifted the expectations. In this way, the data collected feature information about participants that have lost or won, in situations of confirmation of expectations or violation of expectations. Therefore, we placed the hypothesis that the testosterone response would be more expressive in participants that won compared with the defeated participants, according to the biosocial model, and we expected a greater amplification of this response when expectations were violated. In fact, the last prediction was confirmed, there was a significant difference in the variation of T, between winning and losing, only when the participant’s expectations were violated. However, as unexpected, we found evidence of a reverse winner-loser effect, contrary to the biosocial model.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3601
Designação: Mestrado em Psicobiologia
Aparece nas colecções:PBIO - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
10830.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.