Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3583
Título: Práticas pedagógicas diferenciadas, experiência docente e relação com o autoconceito e autonomia em alunos do 1º ciclo do ensino básico
Autor: Cavalinhos, Filipa
Orientador: Monteiro, Vera
Silva, José Maria de Castro
Palavras-chave: Práticas pedagógicas
Experiência docente
Autoconceito
Autonomia
Pedagogical practices
Teaching experience self-concept
Autonomy
Data de Defesa: 2008
Resumo: O presente estudo insere-se na temática da escola inclusiva, essencialmente no tipo de práticas pedagógicas diferenciadas e a relação com o autoconceito dos alunos e a autonomia na realização das aprendizagens. A presente investigação tem como base teórica os fundamentos da escola inclusiva, a problemática da qualidade na escola e o papel da diferenciação pedagógica ao suporte a essa qualidade. O desenvolvimento da carreira docente como suporte à experiência docente e ao tipo de práticas utilizadas. A autonomia como domínio central num conjunto de práticas de qualidade e como suporte ao envolvimento efectivo dos alunos no decorrer do processo de ensino-aprendizagem. E ao autoconceito como medida do desenvolvimento global do indivíduo e como suporte ao sucesso educativo e à realização de novas aprendizagens. A amostra do estudo corresponde a 131 alunos, de oito turmas do 3º e 4º ano do 1º ciclo do Ensino Básico, de duas Escolas Públicas de Portimão e aos 8 Professores titulares respectivos a cada turma. Foram utilizados três questionários, o primeiro com o objectivo de avaliar o tipo e a frequência de utilização de um conjunto de práticas pedagógicas diferenciadas. O segundo para avaliar o autoconceito dos alunos. E o terceiro e último para medir e identificar o pólo motivacional da autonomia de cada aluno. Como resultados expressivos, destacam-se as diferenças significativas na dimensão da competência académica do autoconceito para os professores com menos experiência. São aqueles que parecem utilizar com mais frequência práticas pedagógicas que promovem o desenvolvimento positivo do autoconceito no domínio exclusivo da percepção dos alunos ao desempenho académico. Apesar de não se verificarem diferenças significativas, os alunos encontram-se no pólo motivacional mais intrínseco, o que demonstra que a autonomia nas aprendizagens parece ocorrer por variáveis internas ao indivíduo. E por último, a superior posição dos itens da dimensão Clima Social no conjunto total de práticas pedagógicas e a baixa posição dos itens correspondentes à dimensão Organização do Trabalho. De realçar ainda a posição superior dos itens correspondentes à dimensão Autonomia, variável central do estudo.
ABSTRACT: This study fits into the theme of inclusive schools, mainly in the kind of educational practices referenced in the literature as contributors to the quality of the educational processes and in the relationship between student’s self-concept and their autonomy in the pursuit of learning. This research is based on the theoretical foundations of the inclusive school, the issue of quality school education and the role of pedagogical differentiation to support such quality; the progress of the teaching career as the basis of the teaching experience and the kind of practices; the autonomy as the central domain of a set of quality practices and as the source of the effective involvement of students during the teaching-learning process and the self-concept as a measure of the overall development of the individual and as the responsible for the educational success and the achievement of new learning. The sample of this study is composed by 131 students, from eight classes from the 3rd and 4th grade, of two public schools in Portimão and the 8 teachers of each class. Three questionnaires were applied. The first had the objective to evaluate the kind and the frequency of use of a range of differentiated pedagogical practices. The second one was to assess the student’s self-concept. The third one was conducted to measure and identify the motivational pole of autonomy of each student. As meaningful results, significant differences can be highlighted in the dimension of the academic competencies of the self-concept to the teacher with less work experience. They are the ones who seem to use with more frequency pedagogical practices that promote the positive development of the self-concept in the exclusive domain of the student’s perception to the academic performance. Despite there are no significant differences, the students are in the most intrinsic motivational pole, which means that the learning autonomy occurs by variables within the individual. And finally, the superior position of the items of the Social Environment dimension in the total set of educational practices and the low position of the items that correspond to the Work Organization dimension. And also highlight the superior position of the items correspondent to the dimension Autonomy, the central variable of the study.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3583
Designação: Mestrado em Psicologia Educacional
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
11462.pdf1,97 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.