Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3496
Título: Adaptação da Escala de Significados da Grã-Parentalidade – Versão Avós – à população portuguesa
Autor: Peixoto, Ricardo
Gonçalves, Carlos Manuel
Palavras-chave: Relação avós-netos
Família
Intergeracionalidade
Díade
Grandparent-grandchild relationship
Family
Intergenerational
Dyad
Data: 2014
Editora: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Laboratório de Psicologia, 12(2), 99-112
Resumo: Desde há vários anos, a família tem sofrido mudanças significativas, resultando numa maior probabilidade de coexistência e convivência de várias gerações familiares. Consequentemente, as relações intergeracionais, nomeadamente entre avós e netos, têm assumido grande relevância na investigação nacional e internacional. O presente trabalho pretende adaptar a Escala de Significados da Grã-Parentalidade versão avós – ESGP-A – (Triadó & Villar, 2000) à população portuguesa. Participaram 294 avôs/avós com idades compreendidas entre os 52 e os 90 anos. O valor global de alfa de Cronbach da adaptação foi de 0,85, variando entre 0,62 e 0,88 para as 5 respetivas sub-escalas, com um total de 27 itens, tendo variância explicada total de 53,2%. As qualidades psicométricas da escala, consideradas aceitáveis, apontam para um instrumento com potencial para a investigação em Portugal. Pretende-se, em futuros desenvolvimentos, melhorar os valores de alfa de Cronbach das sub-escalas com valores inferiores a 0,70, acrescentado novos itens que visam ainda aumentar a variância explicada. Apesar das diferenças encontradas na organização dos itens das várias sub-escalas, mantém-se a coerência conceptual subjacente à escala original. Discutem-se e justificam-se as diferenças em relação à versão original e ponderam-se as limitações desta adaptação, apontando-se futuros desenvolvimentos.
In the last few years, family has been suffering significant changes, which result in a greater probability of several family generations coexisting and living together. As a consequence, intergenerational relationships, namelly between grandparent and grandchild, are gaining relevance in both national and international research. This investigation is intended to adapt the Escala de Significados da Grã-Parentalidade grandparent version – ESGP-A – (Triadó & Villar, 2000) to the Portuguese population. 294 grandparents took part of the study, with ages between 52 and 90. The global Cronbach’s alpha value is .85, ranging from .62 to .88 on the respective five subscales, with a total of 27 items and with a 53.2% global variance. The scale’s psychometric qualities, deemed acceptable, point out an instrument with potential in Portugal. It is intended, in future developments, to improve the Cronbach’s alpha values under .70, adding new items, also aiming to improve variance values. In spite of the differences found on the subscales item organization, the original conceptual coherence is preserved. The differences between the adapted and the original scales are discussed and the adapted scale limitations are pondered, pointing out future developments.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3496
DOI: 10.14417/lp.855
Aparece nas colecções:MTI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LP_12_99-112.pdf76,18 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.