Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3457
Título: Avaliação da inflexibilidade psicológica em adolescentes : Estudo das qualidades psicométricas da versão portuguesa do Avoidance and Fusion Questionnaire for Youth (AFQ-Y)
Autor: Cunha, Marina
Santos, Ana Marta
Palavras-chave: Evitamento experiencial
Fusão cognitiva
Inflexibilidade psicológica
Cognitive fusion
Experiential avoidance
Psychological inflexibility
Data: 2011
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Laboratório de Psicologia, 9, 133-146
Resumo: A expansão gradual das abordagens baseadas no mindfulness e aceitação em crianças e adolescentes implica necessariamente o desenvolvimento de novos instrumentos de medida que avaliem processos centrais de mudança neste tipo de abordagens. O Avoidance and Fusion Questionnaire for Youth (Greco, Lambert, & Baer 2008) avalia a inflexibilidade psicológica medida pela fusão cognitiva e evitamento experiencial. O presente estudo examina as propriedades psicométricas da versão portuguesa deste questionário. A amostra consiste em 461 adolescentes, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos, a frequentar o ensino básico e secundário de escolas em meio rural e urbano. Para além do AFQ-Y, os jovens preencheram também outras medidas de sintomas psicopatológicos, de percepção do seu autoconceito social e de aceitação/mindfulness; nomeadamente, o Inventário Depressivo para Crianças (CDI; Kovacs, 1985), a Escala Revista de Ansiedade Manifesta para Crianças (RCMAS; Reynolds & Richmond, 1978), a Escala de Comparação Social (SCS; Allan & Gilbert, 1995), e a Medida de Mindfulness para Crianças e Adolescentes (CAMM; Greco, Smith, & Baer, 2011). Os resultados mostram que o questionário possui uma boa consistência interna, uma adequada estabilidade temporal, uma estrutura de um único factor e correlações na direcção esperada com outras variáveis em estudo. A idade e a escolaridade foram as únicas variáveis demográficas que mostraram um efeito significativo, evidenciando os adolescentes mais novos (e menos escolarizados), menor flexibilidade psicológica. Não obstante algumas limitações deste estudo, os resultados sugerem que o AFQ-Y tem adequabi - lidade psicométrica, podendo assim ser útil na avaliação da inflexibilidade psicológica em adolescentes.
ABSTRACT: The gradual expansion of acceptance and mindfulness based approaches for children and adolescents necessarily implies the development of new assessment instruments that evaluate change processes in this kind of approaches. The Avoidance and Cognitive Fusion Questionnaire for Youngsters (AFQ-Y), developed by Greco, Lambert and Baer (2008), aims at evaluating psychological inflexibility measured by cognitive fusion and experiential avoidance. The present study examines the psychometric properties of the Portuguese version of this questionnaire. The sample consists of 461 adolescents, with ages ranging from 12 to 18, 7th-12th grade students in both rural and urban areas schools. Besides the AFQ-Y, these students completed a set of self-report measures related to psychopathological symptoms, perception of their social self-concept, acceptance/mindfulness; namely, the Children’s Depression Inventory (CDI; Kovacs, 1985), the Revised Children’s Manifest Anxiety Scale (RCMAS; Reynolds & Richmond, 1978), the Social Comparison Scale (SCS; Allan & Gilbert, 1995) and the Child and Adolescent Mindfulness Measure (CAMM; Greco, Smith, & Baer, 2011). Results show that the questionnaire reveals good internal consistency, an adequate temporal stability, a single factor structure and correlations with other study variables in the expected direction. Age and school years were the only socio-demographic variables that showed a significant effect, that is, younger adolescents (and with less school years) tend to present less psychological flexibility. Even though this study has some limitations, our findings suggest that AFQ-Y has adequate psychometric properties, and thus may be useful in the assessment of psychological inflexibility in adolescents.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3457
ISSN: 1646-6004
Aparece nas colecções:MTI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LP_9_133-146.pdf78,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.