Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3414
Título: Escala de crenças sobre violência sexual (ECVS)
Autor: Martins, Sonia
Machado, Carla
Gonçalves, Rui Abrunhosa
Manita, Celina
Palavras-chave: Atitudes
Crenças
Mitos sobre violação
Violência sexual
Attitudes and rape-supporting beliefs
Rape myths
Sexual violence
Data: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Citação: Analise Psicológica, 30(1-2), 177-191
Resumo: A incorporação e partilha das concepções culturais dominantes acerca da sexualidade, da violência, da violação e de outras formas de violência sexual têm consequências tanto para a vida dos indivíduos como para a vida em sociedade. Atitudes sexistas e crenças legitimadoras da violação têm consistentemente sido associadas com uma maior probabilidade de agressão e violência sexual. As atitudes face à violência sexual parecem também estar associadas com os papéis tradicionais de género, sobretudo os que se prendem directamente com o comportamento sexual. A ECVS mede o grau de tolerância/aceitação do sujeito quanto ao uso de violência desta natureza. Quanto mais elevada for a pontuação total da escala, mais elevado será o grau de tolerância/aceitação do sujeito quanto ao uso de violência sexual. A ECVS foi administrada a uma amostra nacional de 1000 estudantes universitários, analisando-se as suas características psicométricas. A análise factorial de componentes principais (com rotação varimax) permitiu obter cinco factores. A consistência interna da escala, obtida através do coeficiente alpha de cronbach, é de 0.91. Discutem-se as implicações dos resultados obtidos, quer em termos da análise da capacidade da ECVS para detectar atitudes e crenças associadas com a violência sexual, quer em termos da análise do seu contributo na construção e implementação de programas de intervenção e prevenção.
The dominant culture sends out powerful messages about rape, sex and violence. Many studies postulated that conceptions of what events constitute sexual violence are influenced by the attitudes of those in their immediate social network. Sexist attitudes and rape-supporting beliefs have long been linked to relationship aggression and sexual violence. Attitudes toward sexual violence seem to be linked to traditional gender-role stereotypes, in particular those related to sexual behavior. The ECVS measures the degree to which a person sustains false information about sexual violence (false beliefs about sexual violence that are used to justify sexual violence and trivialize its effects on the victims). High scores indicate that a person is more tolerant to sexual violence. The ECVS was administered to a national sample of 1.000 university students. The psychometric properties of the ECVS were examined. Using principal components analysis we presented five independent factors. The scale has an alpha coefficient (internal consistency reliability) of .91. The implications of these findings are discussed in terms of the ability of the ECVS to detect attitudes and beliefs associated with sexual violence and to subsequently develop appropriate educational and intervention programs to address and ultimately prevent sexual aggression.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3414
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PLEG - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP_30_177-191.pdf88,12 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.