Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3225
Título: Sugestionabilidade em pessoas idosas : Um estudo com a Escala de Sugestionabilidade de Gudjonsson (GSS 1)
Autor: Cruz, Mónica Pedreiras
Pinho, Maria Salomé
Palavras-chave: Sugestionabilidade interrogativa
Idosos
Cognição
Ansiedade
Interrogative suggestibility
Elderly
Cognition
Anxiety
Data: 2014
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Citação: Análise Psicológica, 32, 199-213
Resumo: O presente trabalho teve como principal objetivo compreender alguns fatores que influenciam a sugestionabilidade interrogativa em pessoas idosas. Neste âmbito, procurou-se analisar a existência de diferenças na sugestionabilidade interrogativa em função da idade, bem como averiguar a sua relação com variáveis cognitivas e de ansiedade. A amostra incluiu 52 adultos idosos (78-83 anos), e igual número de adultos mais novos entre 42 e 52 anos. Utilizaram-se os seguintes instrumentos de avaliação: Escala de Sugestionabilidade de Gudjonsson 1 (GSS 1), Mini Mental State Examination, teste de Fluência Verbal de Categorias, subtestes Vocabulário e Memória de Dígitos da Escala de Inteligência para Adultos de Wechsler-III, Inventário de Ansiedade Estado-Traço para Adultos e Matrizes de Raven. Entre os grupos verificaram-se diferenças estatisticamente significativas nos resultados Cedência 1 e Mudança da GSS 1, Fluência Verbal, Memória de Dígitos e Ansiedade. No que respeita a valores de correlação moderados entre sugestionabilidade interrogativa e medidas cognitivas e de ansiedade, estes somente foram registados entre Sugestionabilidade Total e tempo de realização nas Matrizes de Raven, em ambos os grupos etários. Observou-se ainda que o conhecimento prévio, por parte de vários participantes, da entrevistadora que administrou a GSS 1 pode influenciar os resultados obtidos nesta escala. Os vários resultados são discutidos considerando a sua relevância forense.
ABSTRACT: This study aimed to understand some of the factors that influence the interrogative suggestibility in older people. In this context we sought to analyze the existence differences in interrogative suggestibility as a function of age as well as to ascertain its relationship with cognitive variables and anxiety. The sample included 52 elderly (aged 78 to 83), and the same number of adults between 42 and 52 years. The following assessment instruments were administered: Gudjonsson Suggestibility Scale 1 (GSS1), Mini Mental State Examination, Verbal Fluency Test of Categories, subtests of Vocabulary and Digit Span of the Wechsler Adult Intelligence Scale-III, State-Trait Anxiety Inventory for Adults and Raven’s Matrices. Between the groups there were significant differences in the results obtained in “Yield 1” and “Shift” (GSS 1), Verbal Fluency, Digit Span and Anxiety. In concern to moderate correlation values between interrogative suggestibility and cognitive measures and anxiety, these were only registered between Total Suggestibility and Raven’s Matrices performance time, for both groups. It is concluded that the prior knowledge by many participants of the interviewer who administered the GSS 1 can influence the obtained results on this scale. The results are discussed regarding their forensic relevance.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3225
DOI: 10.14417/ap.613
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2014_2_199.pdf235,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.