Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3224
Título: Relationship between socio-demographic, clinical and psychosocial variables in patients with type 2 diabetes
Autor: Costa, Elisabete Gomes
Campos, Ricardo Pereira
Costa, Eleonora Cunha
Palavras-chave: Type 2 diabetes
Anxiety
Depression
Social support
Sleep
Diabetes tipo 2
Ansiedade
Depressão
Suporte social
Sono
Data: 2014
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Citação: Análise Psicológica, 32, 63-77
Resumo: The aim of this study is to analyze the relationship between socio-demographic, clinical and psychosocial variables in patients with Type 2 Diabetes and to establish comparative patterns between genders with this disorder. Patients from a primary care center were assessed through a researcher design form and through the HADS, the ESSS and the PSQI. A total of 90 patients with Type 2 Diabetes were enrolled in this study (50% women), with a mean age of 56.67±6.41 years. The HADS depression presented a score of 3.77±2.98 and 6.70% of the sample revealed depression symptoms. As to anxiety, the HADS presented scores of 7.27±5.07 with 36.60% of the subjects revealing anxiety symptoms. Regarding social support, the results were positive and similar between genders. When it comes to sleep, the sample presented a PSQI of 8.68±2.87, with 73.30% of patients revealing poor sleep quality and 24.40% showing a sleep disorder. When comparing genders, women had higher anxiety (♀ 9.73±5.58; ♂ 4.80±2.91; p=0.000) and depression scores (♀ 4.26±2.69; ♂ 3.26±3.19; p=0.026), and worse sleep quality (♀ 9.88±7.46; ♂ 7.46±2.34; p=0.000). In conclusion, we can state that anxiety symptoms are very prevalent in patients with Type 2 Diabetes and women are more vulnerable to anxiety, depression symptoms and poor sleep quality.
Com este estudo pretende-se analisar a relação entre variáveis sociodemográficas, clínicas e psicosso - ciais em doentes com Diabetes Tipo 2 bem como estabelecer padrões comparativos entre géneros. Foram avaliados pacientes de uma Unidade de Cuidados Primários através de um formulário próprio de recolha de informação, da HADS, da ESSS e do PSQI. A amostra consistiu num total de 90 pacientes com Diabetes Tipo 2 (50% mulheres), com idade média de 56.67±6.41 anos. A subescala depressão da HADS apresentou um score de 3.77±2.98 e 6.70% da amostra revelou sintomatologia depressiva. Quanto à ansiedade a HADS apresentou scores de 7.27±5.07 com 36.60% dos sujeitos a manifestarem sintomatologia ansiosa. No que se reporta ao suporte social, os resultados foram positivos e similares entre géneros. Em relação ao sono, a amostra apresentou um PSQI de 8.68±2.87, com 73.30% dos pacientes a manifestarem uma pobre qualidade do sono e 24.40% a manifestarem uma perturbação do sono. Ao comparar-se géneros, verificou-se que as mulheres apresentavam maiores scores de ansiedade (♀ 9.73±5.58; ♂ 4.80±2.91; p=0.000) e depressão (♀ 4.26±2.69; ♂ 3.26±3.19; p=0.026), e pior qualidade do sono (♀ 9.88±7.46; ♂ 7.46±2.34; p=0.000). Em conclusão, a sintomatologia ansiosa apresenta uma elevada prevalência em doentes com Diabetes Tipo 2 e as mulheres são mais vulneráveis à ansiedade, depressão e pior qualidade do sono.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3224
DOI: 10.14417/ap.720
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2014_1_063.pdf226,59 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.