Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/310
Título: Tensão psicológica e traços de personalidade
Autor: Andrade, Elsa
Orientador: Pereira, Orlindo Gouveia
Palavras-chave: Psicologia organizacional
Organizational psychology
Data de Defesa: 1994
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O presente trabalho tem por finalidade analisar as relações entre factores de personalidade e variáveis de stress, coping, locus de controlo, strain (físico e psicológico) e satisfação. Os instrumentos utilizados foram o teste de personalidade 16 PF de Cattell relativamente às variáveis de personalidade e o OSI (Organizational Stress Indicator) de Cooper et al. para operacionalizar as restantes variáveis. Estes dois questionários de resposta fechada foram preenchidos por uma amostra de 57 indivíduos portugueses, de ambos os sexos, todos trabalhadores no activo e por conta de outrem, com idades compreendidas entre os 21 e os 55 anos. O estudo correlacionai destas duas provas permitiu concluir que existem relações de co- variação entre as variáveis de stress acima descritas e os factores de personalidade. Após análise factorial de cada uma das provas separadamente, a regressão múltipla dos factores resultantes permitiu concluir que os principais preditores ao nível da personalidade são a tranquilidade, a extroversão e a assertividade, respectivamente para níveis de strain, estratégias de coping e grau de satisfação. A correlação canónica destes dois conjuntos de factores confirmou os resultados obtidos pelas outras análises. Verificou-se também se os sujeitos com determinado tipo de personalidade, o chamado comportamento Tipo A, diferiam nos resultados destes dois testes relativamente aos sujeitos Tipo B. De facto, os primeiros apresentavam níveis significativamente mais elevados de ansiedade e stress, espírito mais aventureiro e empreendedor e locus mais interno do que os segundos. Foi feita ainda uma segregação da amostra total por outros critérios, tais como níveis de stress e locus de controlo, o que também gerou diferenças significativas que foram analisadas e discutidas neste trabalho.
Descrição: Dissertação de mestrado em Comportamento Organizacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/310
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM ANDR1.pdf5,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.