Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3093
Título: SIDA! A falsa protecção que o amor tece
Autor: Cláudio, Victor
Pereira, Maria Gouveia
Robalo, Patrícia
Data: 1994
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 12, 211-226
Resumo: Com a finalidade de elaborar um programa de prevenção dirigida a uma população universitária, esta investigação tem como objectivo analisar as atitudes e crenças sobre a SIDA, já que estas, têm um papel primordial no processamento de informação. Vamos assim comparar, as respostas dos sujeitos a situações auto-referentes e hetero-referentes, partindo da hipótese de que existe uma maior permissibilidade de comportamentos de risco, i.e., uma menor prevenção quando o sujeito está envolvido na relação. A nossa amostra é constituída por 255 estudantes universitários, aos quais aplicamos um questionário com perguntas fachadas. Os resultados obtidos vão no sentido da hipótese colocada, i.e., o sujeito subvaloriza o risco de infecção quando está directamente envolvido na relação sexual; embora possa estar em situação de risco, desenvolve a crença de que a infecção só acontece aos outros. Concluímos que, para promover uma adequada campanha de prevenção se deverá ter um conhecimento inequívoco sobre as crenças e atitudes da população a que se dirige, face a sexualidade e a SIDA, de forma a criar mensagens específicas dirigidas a grupos específicos.
ABSTRACT: In order to elaborate a prevention programme aiming an university population, this study focous ori the analysis of attitudes and believes towards AIDS, since these play a main role in information processing. Therefore we will compare the subjects’ answers about self-relating and hetero-relating situations, assuming that there is a greater permissiveness towards risky behaviours, i.e., a lesser preventiori whenever the subject is self involve in the relationship. Our sample is composed of 255 university students, who were asked to fill in a questionnaire with closed questions. The results are in line with the earlier placed hypothesis, i.e., the subject underevaluates the risk of infection whenever he/she is directly involved in a sexual relation; though under risky conditions the subject develops the belief that infection is something which only happens to others. We then conclude that in order to promote an adequate preventing campaign there should be a clear awareness of believes and attitudes of the aimed population, facing sexuality and AIDS, so as to create specific messages directed to specific groups.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3093
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1994_23_211.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.