Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3082
Título: Vinculações afetivas positivas em relações marcadas por violência : A vinculação do agredido face ao agressor
Autor: Cabrita, Ana Isabel Baptista
Orientador: Carreiras, Maria Antónia Trigueiros de Castro
Palavras-chave: Vinculação afectiva positiva
Agressor
Vítima
Positive affective bonding
Aggressor
Victim
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente trabalho tem como objectivo compreender (por meio de modelos teóricos psicanalíticos) as razões que levam uma vítima de maus-tratos a estabelecer uma vinculação afectiva positiva com o seu agressor. Natascha Kampusch, uma rapariga natural de Viena, Áustria foi raptada por um desconhecido aos dez anos de idade, quando fazia sozinha o percurso a caminho da escola. Forçada a viver separada da sua família e sujeita pelo seu raptor a um cativeiro que durou oito anos e meio, Natascha experienciou ao longo de todo esse período constantes agressões físicas/psicológicas e condições de vida sub-humanas. Na sua obra biográfica “3096 Dias”, à qual se acedeu para elaborar este estudo, a vítima descreve a constante violência a que foi submetida pelo seu captor e apresenta relatos que denotam o vínculo afectivo que a vincula a ele. A dinâmica relacional entre ambos, presente na obra em questão, servirá igualmente como uma base de apoio, para melhor compreender como se geram vínculos emocionais em sujeitos agredidos face a quem os maltrata.
ABSTRACT: The purpose of the present work is to understand (through psychoanalytic theoretical models) the reason that makes a person victim of abuse to establish a positive affective bonding towards the aggressor. Natascha Kampusch, a girl with ten years old from Vienna, Austria was kidnapped by a stranger when she was going alone to school. Forced to live separated from her family and subject by her kidnapper to a captivity that lasted eight years and a half, Natascha experienced through that period constant psychological/physical aggressions and sub-human conditions of life. In her biographical book “3096 Days”, which was used to elaborate this work, the victim describes the constant violence that she was submitted by her captor and presents accounts who demonstrate the affective bonding that links her to him. The relational dynamics between them, present in the book, will serve equally as a support base, to better understand how are generated emotional bondings in maltreated subjects towards their aggressors.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3082
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13775.pdf354,2 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.