Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3072
Título: O desempenho como preditor das intenções de saída: A idade faz a diferença?
Autor: Barreto, João Filipe Gonçalves de Sousa
Orientador: Cesário, Francisco J. Santos
Palavras-chave: Perceção de desempenho
Intenções de saída voluntárias
Idade
Performance perception
Voluntary turnover intentions
Age
Data de Defesa: 2014
Resumo: Atualmente as mudanças de paradigma do que é um emprego, e as mudanças demográficas, são alguns dos fatores que levam a que a gestão do capital humano necessite de algumas adaptações. A saída das empresas e o desempenho dos colaboradores tem um lugar de destaque neste novo mundo de trabalho. O presente estudo tem como objetivo explorar empiricamente o impacto da Perceção de Desempenho nas Intenções de Saída Voluntárias. Deste modo foram elaboradas duas hipóteses distintas: (1) A Perceção de Desempenho tem um impacto negativo nas Intenções de Saída Voluntárias; (2) A idade apresenta um efeito moderador na relação entre a Perceção de Desempenho e as Intenções de Saída Voluntárias. Este estudo contou com a participação de 525 sujeitos, espalhados por diferentes organizações ao longo de todo o território português. Os resultados encontrados indicam um impacto significativo e negativo da Perceção de Desempenho nas Intenções de Saída Voluntárias. Não foi no entanto, encontrado um efeito moderador da Idade na relação entre estas duas variáveis. Conclui-se assim que os colaboradores que percecionam o seu desempenho como sendo elevado, têm menos intenções de sair da organização em que estão inseridos. Apesar da idade ser um fator cada vez mais importante, nesta amostra e estudo em particular não foi encontrado nenhum efeito significativo.
ABSTRACT: Nowadays, the changing paradigm of what a job is, and the demographic changes, are some of the factors that make human capital management to require some adaptations. Employee turnover and performance has the spotlight in this new working world. The present study aims to explore empirically the impact of Performance Perception in Voluntary Turnover Intentions. Therefore, two different hypotheses were elaborated: (1) Performance Perception has a negative impact on Voluntary Turnover Intentions; (2) Age has a moderating effect on the relationship between Performance Perception and Voluntary Turnover Intentions. This study had the participation of 525 subjects, spread among different organizations throughout the Portuguese territory. The results indicate a significant and negative impact of Performance Perception on Voluntary Turnover Intentions. However, no moderating effect of Age was found in the relationship between these two variables. We conclude that the employees, who perceive their performance as high, have less intention to leave their organization. Even though age is an increasingly important factor, in this sample and study in particular, no significant effect was found.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3072
Designação: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
18950.pdf905,42 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.