Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3045
Título: Diferenças de género na recordação das memórias autobiográficas : A influência dos esquemas precoces desadaptativos e dos estilos de vinculação
Autor: Alarcão, Maria Madalena Santos Silva de Noronha de
Orientador: Cláudio, Victor
Palavras-chave: Memórias autobiográficas
Esquemas precoces desadaptativos
Estilos de vinculação
Género
Autobiographical memory
Early maladaptive schemas
Attachment styles
Gender
Data de Defesa: 2014
Resumo: A área das Memórias Autobiográficas é bastante recente no que diz respeito à literatura cientifica, sobretudo no que concerne à rua relação com os esquemas precoces desadaptativos e estilos de vinculação. Aliado a este factor, encontra-se também, a fraca fundamentação teórica e cientifica relativa às diferenças de género neste tema. Assim, o objectivo desta investigação, passou por relacionar estas três variáveis acima descritas percebendo se existe ou não uma diferença entre homens e mulheres na recordação de Memórias Autobiográficas. A amostra foi constituída por 60 participantes, maiores de 18 anos, sendo que a maioria eram estudantes, 29 do género masculino, e 31 do género feminino. Para a obtenção de dados, os participantes preencheram um leque de questionários composto por: um Questionário de Caracterização da Amostra, o Inventário de Depressão de Beck, o Inventário de Sintomas Psicopatológicos, o Inventário de Estado Ansiedade Traço e o Questionário de Esquemas de Young. Para além destes questionários, realizaram também a Tarefa da Memória Autobiográfica. Não foram encontradas quaisquer diferenças entre homens e mulheres no que diz respeito à valência e ao tipo da memória recordada, nem à influência exercida pelos Estilos de Vinculação e os Esquemas precoces desadaptativos.
ABSTRACT: The area of autobiographical memories is fairly recent in relation to the scientific literature, especially when compared with early maladaptive schemas and attachment styles. Furthermore, there is also a weak theoretical and scientific relating to gender differences in this area. Thus, the aim of this investigation is to relate these three variables described above noticing whether there is a difference between men and women in the recall of autobiographical memories. The sample consisted of 60 participants, most of which were students, 29 were males, and 31 females. To obtain data, participants filled a range of questionnaires consisting of: a Questionnaire Sample Characterization, the Beck Depression Inventory, Psychopathological Symptoms Inventory, the State Trait Anxiety Inventory and the Young Schema Questionnaire. In addition to these questionnaires, they accomplished also the task of Autobiographical Memory. No differences between men and women with respect to the valence and type of memory recalled, nor the influence exerted by Attachment Styles and Early Maladaptive Schemas were found.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3045
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14946.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.