Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3042
Título: Sinistralidade Rodoviária em Portugal nos ultimos onze anos: Uma perspectiva ergonómica
Autor: Marques, Carlos Alberto Alves
Cunha, Miguel Pina e
Gomes, Jorge F. S.
Data: 1994
Editora: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 12(1), 129-135
Resumo: Neste trabalho tem lugar uma análise da sinistralidade rodoviária baseada no modelo ergonómico de análise dos acidentes de trabalho, segundo o qual os fenómenos devem ser abordados num contexto global e sistémico, isto é, enquanto acontecimentos ocorridos no âmbito do sistema homem-máquina. Nesta perspectiva consideraram-se como variáveis relevantes para a explicação do número de acidentes auto nas estradas portuguesas, o número de novos veículos em circulação, o consumo de gasolina, e o número de novos encartados. O modelo de regressão aplicado as observações disponíveis (1 980- 1990) permitiu extrair uma variável explicativa: os novos encartados. A inexperiência de condução emerge deste modo como o principal factor a influenciar o número de acidentes. Em todo o caso, a reduzida dimensão da amostra e a não inclusão de outras variáveis pertinentes, recomendam cautela na análise destes resultados, que devem ser vistos como exploratórios. Discutem-se também as implicações que a abordagem ergonómica poderá vir a assumir nas futuras campanhas de prevenção e segurança rodoviárias.
In this paper, traffic accidents are analyzed based on an ergonomic perspective. This approach stands for the analysis of accidental events in a global and systemic context, considering the complexity of manmachine systems. In this perspective, the relevant variables considered, in what the explanation of accidents to occur is concerned, are the following: the number of new vehicles, gas consumption, and the number of people obtaining new driving licences. The regression model which has been applied to available observations (1980-1990) allows to extract a single variable: the mew) drivers. The inexperience of driving arouses as the main influent factor for the growing number of accidents (nevertheless, the limited sampie size and the omission of other pertinent variables, implies that this research should be considered as exploratory). The implications that this approach may bring into future research and practice are also discussed, namely in terms of accident analysis and prevention.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3042
Aparece nas colecções:PORG - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1994_1_129.pdf504,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.