Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/291
Título: Socialização parental das emoções e a competência social da criança
Autor: Almeida, Mariana Brito Mexia de
Palavras-chave: Psicologia educacional
Socialização
Desenvolvimento
Desenvolvimento social
Atitudes parentais
Emoções
Desenvolvimento emocional
Educational psychology
Socialization
Development
Social development
Parental attitudes
Emotion
Emotional development
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este trabalho teve como base três objectivos, que passamos a descrever: avaliar se as estratégias parentais a que os pais recorrem para lidar com as emoções positivas e negativas expressas pelos seus filhos estão ou não associadas; estudar a relação entre as reacções parentais a essas expressões emocionais e o desenvolvimento de competências sociais e interpessoais da criança, através de relatos maternos, paternos e das educadoras; verificar se existem diferenças significativas na forma como os pais lidam com as emoções dos filhos em função do género. Teve como universo populacional os pais e as mães de crianças com 5 anos, a frequentarem o último ano do pré-escolar em estabelecimentos de ensino privado, e as suas educadoras, perfazendo um total de 32 crianças, 31 mães, 30 pais e 5 educadoras. Foram utilizados os seguintes instrumentos: para a avaliação das reacções parentais ás emoções negativas e positivas das crianças utilizaram-se, respectivamente, uma versão traduzida reduzida do Coping with Children's Negative Emotions Scale (CCNES, Fabes, Eisenberg & Bernzweig, 1990; in Melo, 2005) e o Questionário de Coping com as Emoções Positivas-Pais (QCEP, Melo, Moreira & Soares, 2004). A avaliação das competências sociais e interpessoais da criança foi feita através da Escala de Competências Sociais e de Avaliação do Comportamento (versão reduzida e traduzida do Social Competence and Behavior Evaluation, SCBE-30, Lafraniere & Dumas, 1998; in Veríssimo, 2001) e a Escala de Competências Interpessoais (versão traduzida da Interpersonal Competence Scale, ICS-T, Cairns, Leung, Gest & Cairns, 1995; in Veríssimo, 2001). Relativamente aos resultados, apesar das escassas associações encontradas entre as reacções maternas e paternas às expressões emocionais dos filhos, foi possível confirmar a influência dessas mesmas reacções no desenvolvimento das competências sociais e interpessoais da criança, tendo-se verificado também a existência de associações entre os relatos dos progenitores e das educadoras em relação às avaliações das referidas competências. Face às diferenças em função do género, constatou-se que os pais, mas não as mães, reagiam de forma mais negativa às expressões emocionais negativas e positivas das raparigas.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/291
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM ALME-MB1.pdf4,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.