Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2804
Título: "Posso ir trabalhar?": Processo de tomada de decisão no consumo de medicamentos sem receita médica e bem-estar no trabalho
Autor: Carneiro, Maria Leonor Castro Bernardes
Orientador: Almeida, Pedro Henrique Garcia Lopes de
Palavras-chave: Medicamentos sem receita médica
Bem-estar no trabalho
Pilotos
Over the counter medication
Occupational well-being
Pilots
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O presente estudo teve como objectivo identificar o processo de tomada de decisão na toma de medicamentos sem receita médica em grupos profissionais com maiores restrições que o público geral devido à sua atividade. Procurou-se identificar o nível de conhecimento, fontes de informação utilizadas, a relação com os agentes de saúde e legislador e factores de pressão no momento de fazer escolhas no consumo destes medicamentos. Pretendeu-se também saber se o bem-estar no trabalho é um factor moderador na sua escolha. A amostra foi constituída por 161 pilotos de linha aérea, Portugueses, exercendo as funções de Comandante e Copiloto, sendo 152 do género masculino e 9 do género feminino, com idades compreendidas entre os 26 e os 61 anos. Foi apresentado um inquérito online com dois questionários, um para avaliar Work Engagement (versão Portuguesa) e uma versão traduzida do inquérito aplicado por Casner e Neville (2010) no estudo de atitude e conhecimento de Pilotos de Linha Aérea sobre medicamentos sem receita médica (“Airline Pilot’s Knowledge and Beliefs About Over-the-Counter Medication”). Dos resultados obtidos alguns eram previsíveis de acordo com estudos anteriores e outros não. Confirmou-se que de uma maneira geral estes indivíduos não têm apelo ao consumo destes medicamentos, mas em situações específicas, para que lhes permita ir trabalhar, já contemplam esta solução. Os participantes deste estudo revelaram um baixo nível de conhecimento sobre medicamentos sem receita médica. Não foram confirmados os factores de pressão (laboral, económico, empresarial) esperados por estudos anteriores tendo-se detectado muitas diferenças em relação à população americana sujeita ao mesmo questionário. Não foi comprovado que o bem-estar no trabalho é factor moderador significativo neste processo de decisão. Confirmou-se a necessidade de dar mais formação e disponibilizar mais informação a estes consumidores de medicamentos sem receita médica.
ABSTRACT: The aim of this study was to identify the process of decision-making of taking over the counter (OTC) medication among professional groups with higher restrictions due to their activity. We evaluated the level of knowledge, information sources, connection with health care providers, legislator and factors of pressure in the moment of decision-making process of taking those drugs. We also wanted to know if the well-being at work is a moderator factor in their decision-making process. The sample was established by 161 Portuguese airline pilots in their capacity as captain and second officer, being 151 male and 9 female aged between 26 and 61 years old. A formal series of two questionnaires was presented online: one to rate the work engagement (Portuguese version), and the other a translated version to Portuguese, specifically for this study, of the enquire set by Casner and Neville “Airline Pilot’s knowledge and beliefs about over-the-counter medication”. From the attained results some of them were predictable, in agreement with previous studies, and some others were not. In general it confirmed that these individuals don’t have the drive to take this medications, but in specific situations, in order to allow them to work, they contemplate this solution. The partakers of this study revealed a low level of knowledge about over the counter medication. Pressure factors (economic, corporate, labor) were not confirmed as expected by previous studies. Many differences were detected among Portuguese and American population subjected to this questionnaire. It was not proved that the well-being at work is a moderator factor in the decision making process of taking OTC medication. It confirmed the need of more education and more information availability to this OTC consumers.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2804
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
9567.pdf14,08 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.