Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2802
Título: Crenças dos/das educadores/as de infância relativas à educação matemática no pré-escolar
Autor: Cavaco, Miguel Ângelo Silva
Orientador: Ramalho, Glória
Palavras-chave: Crenças
Educadores
Matemática
Pré-escolar
Beliefs
Educators
Mathematics
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: A importância das crenças e atitudes nas práticas dos educadores e dos professores tem sido abordada por vários autores. Assim, Leder, Pehkonen e Toerner (2002), Spodek (1987), e Benz (2010a, 2010b) mostraram que as crenças estão associadas ao comportamento dos educadores na sua prática profissional e actuam como um filtro para os conteúdos do domínio da matemática a explorar e a estimular com as crianças. Na continuidade do trabalho de Pereira (2012) pretendeu-se aqui identificar as atitudes relativas à matemática dos educadores/as de infância bem assim como as suas crenças relativas à matemática e a temas de educação matemática no pré-escolar. Por outro lado procura-se discernir a eventualidade de possíveis diferenças entre as crenças dos educadores de acordo com a idade das crianças na sala onde são titulares e de acordo com a sua experiência profissional. Inquiriram-se 234 educadores de instituições públicas e privadas. A informação foi recolhida através do questionário original de Benz (2010a) traduzido para o português. Os resultados são em geral consistentes com os encontrados em Portugal por Pereira (2012) e, na Alemanha, por Benz (2010): Os educadores valorizam mais o aspecto aplicação da matemática quando se trata da natureza desta disciplina. No entanto, relativamente aos restantes dois aspectos, os respondentes no presente estudo valorizam mais o processo em detrimento do aspecto esquema, contrariamente aos resultados já existentes. Quanto à relação com a idade das crianças e com a experiência profissional dos educadores, a evidência revela que os educadores que trabalham com as crianças de 4 a 5 anos consideram que desde do início, as crianças devem habituar-se a usar formas rigorosas de cálculo e contagem Os educadores com menos anos de experiência profissional tendem a considerar que a matemática só deverá ser explorada se as crianças assim o desejarem, os educadores com mais anos de experiência valorizam na educação matemática os resultados correctos e o “espírito investigador” das crianças.
ABSTRACT: The importance of teachers’ attitudes and beliefs in their professional practices has been addressed by many authors. Leder, Pehkonen e Toerner (2002), Spodek (1987), e Benz (2010a, 2010b) have shown that beliefs are associated with educators’ practices and act as filters to the mathematical contents explored with children. Following Pereira (2012) work, the purpose was to identify preschool teachers’ attitudes towards mathematics as well as their beliefs with respect to mathematics education during preschool. Moreover, the eventual existence of differences among educators’ beliefs with respect to their professional experience and the age of their children in class was also scrutinized. Two hundred and thirty four teachers were addressed from public and private institutions. The information was collected by means of Benz (2010a) questionnaire, translated into portuguese. Results are consistent with Pereira (2012) in Portugal, and Benz (2010a) in Germany: Teachers value most the application aspect of mathematics. Differently from the previous studies, the second place in their valuing was process, and finally formalism. The evidence gathered shows that educators who work with 4-5 year-old children support that they should from early on get used to use rigorous ways of counting and computing. On the other side, less experienced teachers tend to consider that young children should only be explored by children whenever they want to. More experienced teachers value more correct results and the “research spirit” of children.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2802
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
8806.pdf562,13 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.