Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2782
Título: Singularidades de género no padrão de expressão emocional em contexto e ativação das representações de vinculação na idade pré-escolar
Autor: Guerreiro, Joana Alves dos Santos
Orientador: Santos, António José
Palavras-chave: Representações de vinculação
Epressão emocional
Regulação emocional
Pré-escolar
Género
Attachment representations
Emotional expression
Emotional regulation
Preschool
Gender
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O presente trabalho foca-se na compreensão das singularidades de género ao nível da expressão emocional, em contexto de ativação das representações de vinculação de crianças em idade pré-escolar. Segundo Bowlby (1969) uma vinculação segura promove a expressão de afetos positivos em diferentes contextos interpessoais e ao longo do desenvolvimento. A segurança da vinculação facilita a capacidade da criança expressar emoções e regular estados afetivos negativos (Oppenheim & Waters, 1995). Apesar desta íntima relação entre representações de vinculação (MID) e emoções, poucos estudos se debruçaram sobre o modo como as crianças expressam os seus estados afetivos em contexto de ativação das representações de vinculação. As marcadas variações individuais nos padrões de expressão emocional de rapazes e raparigas são social e culturalmente reforçadas (Fischer, Mosquera, Vianen, & Manstead, 2004). Através de um instrumento que permite aceder às representações de vinculação pela elicitação de narrativas – Attachment Story Completion Task (ASCT), foram recolhidas narrativas de 142 crianças (75 raparigas) com idades entre os 50 e os 80 meses, posteriormente cotadas segundo dois sistemas - segurança da vinculação e expressão emocional. Os resultados encontrados revelam que as raparigas apresentam valores médios de segurança mais elevados que os rapazes, confirmam a presença de padrões distintos de expressão e regulação emocional adotados por rapazes e raparigas nesta etapa desenvolvimental e demonstram a influência da qualidade das representações de vinculação na modulação da expressão emocional. A desarmonia que o desenvolvimento socio-emocional de rapazes e raparigas sofre neste período é discutida à luz da socialização dos papéis de género.
ABSTRACT: The aim of the present dissertation is to study the gender differences of preschoolers’ emotional expression, in the specific context of the activation of attachment representations. According to Bowlby (1969) a secure attachment fosters the expression of positive affects in different contexts and through life. A secure attachment relationship facilitates the child’s ability to express and modulate negative internal states (Oppenheim & Waters, 1995). Despite the close relation between attachment representations (IWM) and emotions, few studies have tried to understand how preschool children express and regulate their internal affective states during the activation of their attachment representations. Blatant individual gender differences of patterns of emotional expression are social and culturally reinforced (Fischer, Mosquera, Vianen, & Manstead, 2004). The sample in this study includes 142 children (75 girls) between 50 and 80 months participated in this study. Their narratives were collected with Bretherton’s Attachment Story Completion Task (ASCT). This instrument allows access to the attachment representations through the elicitation of narratives of preschool children. The narratives were coded later according to two coding systems - attachment security and emotional expression. The results show that the mean security scores for girls are higher than boys. The results also confirm the presence of different patterns of emotional expression and regulation adopted by boys and girls in this developmental stage, as well as the influence that the quality of attachment representations has on emotional expression modulation. This gender dissonance on socio-emotional development in preschool age is discussed in the light of gender roles socialization.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2782
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17989.pdf564,45 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.