Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2760
Título: Vivências psicológicas de um casal homossexual feminino na transição para a homoparentalidade
Autor: Franco, Joana Sofia
Orientador: Salgueiro, Emílio Eduardo Guerra
Palavras-chave: Homoparentalidade
Mãe biológica
Mãe social
Procriação medicamente assistida
Vivências psicológicas
Homoparenthood
Biological mother
Social mother
Assisted reproductive technology
Psychological experience
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: As mudanças socio-políticas e culturais ocorridas nas últimas décadas, sobretudo nos países ocidentais, têm-se refletido numa maior abertura e aceitação de diferentes configurações familiares. O aparecimento de diversas técnicas de Procriação Medicamente Assistida (PMA), veio possibilitar a muitas mulheres homossexuais o acesso à parentalidade, sem a participação directa de uma figura masculina. A combinação destes dois factores aumentou consideravelmente o número de casais de lésbicas, que de forma planeada decidiram ser mães. Em Portugal, a investigação com mulheres homossexuais, que planearam as suas famílias e que recorreram a métodos de Procriação Medicamente Assistida (PMA) é escassa. Dada a importância de se conhecer o universo destas famílias, a presente investigação propõem-se, através de uma metodologia qualitativa, a compreender as vivências psicológicas de um casal homossexual durante a transição para a homoparentalidade. Através de cinco entrevistas semi-estruturadas mergulhou-se no universo do casal e nos significados atribuídos por cada mãe (biológica e social), às experiências em torno da homoparentalidade. Concluiu-se que para este casal, a decisão de ter um filho surge na sequência de muita ponderação, negociação e planeamento. Apesar de haver uma forte idealização relativa à integridade familiar e à partilha da parentalidade, as experiências significativas refletem-se de forma diferente, nas vivências psicológicas de ambas as mães.
ABSTRACT: The socio-political and cultural changes occurred in the last decades, mostly in western countries, have been reflected in a greater openness and acceptance of different family configurations. The emergence of several technics of Assisted Reproductive Technology (ART) allows many homosexual women the access to parenthood without involvement of a male figure. The combination of these two factors greatly increased the number of lesbian couples who decided to plan their families. In Portugal, the investigation with lesbian planned families who have resorted to Assisted Reproductive Technology (ART) is scarce. Given the importance of realize the universe of these families, the present investigation proposes, through a qualitative methodology, to understand the psychological experiences of a homosexual couple during the transition to homoparenthood. With five semi-structured interviews, we step into the couple’s universe and in the meaningful experiences about being a lesbian (biological and social) mother. We concluded that for this couple, the decision of having a child comes up in the sequence of much deliberation, negotiation and planning. There is a strong idealization about familiar integrity and shared parenthood. However, the significant experiences reflect themselves in different ways in the psychological experiences of both mothers.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2760
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15099.pdf1,58 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.