Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2745
Título: Mudança e aliança terapêutica: Impacto da psicoterapia em jovens adultos
Autor: Alves, Luísa Maria Pinto Cavacas
Orientador: Sousa, Daniel Cunha Monteiro de
Palavras-chave: Jovens-adultos
Relação terapêutica
Mudança terapêutica
Aliança terapêutica
Young-adults
Therapeutic relationship
Therapeutic change
Therapeutic alliance
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O objetivo deste estudo pretendeu avaliar o impacto da mudança e da aliança terapêutica sobre a perspectiva de pacientes jovens-adultos, que usufruíram de psicoterapia psicodinâmica. Procuramos identificar as categorias emergentes do processo de mudança e as perceções dos pacientes patentes na aliança terapêutica. Este estudo teve por base uma análise qualitativa enquadrada na grounded theory com processamento da análise de dados através do software Atlas ti v 7.0 (2013). Os resultados empíricos contextualizaram o processo terapêutico em três domínios: Espaço Terapêutico (Dimensão Temporal e Espacial); Espaço Extra Terapêutico (Dimensão Inter e Intrapessoal); e Impacto Mudança. Todos os participantes revelaram o impacto da mudança na forma de pensar (auto-reflexão, auto (re)avaliação, consciencialização e autoconhecimento), no sentir (regulação emocional) e no agir (aceitação e autonomia). As categorias que mais se distinguiram foram a consciencialização e autoconhecimento. As perceções dos pacientes sugerem-nos uma robusta aliança terapêutica, com particular destaque para o vínculo (96%), evidenciando a dimensão relacional da aliança. A percentagem de 88% e 82%, das dimensões tarefas e objetivos respetivamente, apontam também altos níveis de concordância. Estes resultados podem indiciar uma melhoria nos aspetos que levaram os pacientes à psicoterapia, um trabalho de exploração interior quanto aos sentimentos perceções, ações e cognições dos pacientes.
ABSTRACT: The aim of this study proposed to evaluate the impact of change and therapeutic alliance from the standpoint of young-adult patients frequenting psychodynamic psychotherapy. We look to identify the emerging categories of the change process as well as the patient’s perceptions patent on the therapeutic alliance. This study was based on a qualitative analysis framed on the grounded theory with data analysis processing provided by the Atlas ti v 7.0 (2013) software. The Empirical results were contextualized the therapeutic process in three domains: Therapeutic Space, Extra Therapeutic Space and Change impact. All participants revealed the impact of change on the way of thinking (self-reflection, self re-evaluation, awareness and self-knowledge), feeling (emotional regulation) and acting (acceptance and autonomy), of which the faculty of thinking manifests a predominance on the awareness and self-knowledge categories. The participant’s perception Therapeutic Alliance study analyzed regarding the objectives, tasks and bonds. The perceptions of patients suggest us a strong therapeutic alliance, with particular emphasis on the bond (96%), highlighting the relational dimension of the alliance. The percentage of 88% and 82%, respectively of the tasks and goals dimensions, also show high levels of concordance. These results may indicate an improvement in aspects that led patients to psychotherapy, a work of inner exploration perceptions about the feelings, actions and cognitions of patients.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2745
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13293.pdf36,99 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.