Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2724
Título: Uma hipótese etiopatogénica da perturbação de hiperactividade com défice de atenção: Perspectiva intersubjectiva
Autor: Barbosa, Miguel Marques da Gama
Orientador: Matos, António Coimbra de
Palavras-chave: PHDA
Etiologia
Intersubjectividade
Auto-regulação
Regulação mútua
ADHD
Etiology
Intersubjectivity
Self-regulation
Mutual regulation
Data de Defesa: 2008
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este artigo apresenta uma hipótese etiopatogénica da Perturbação de Hiperactividade com Défice da Atenção (PHDA) que integra os contributos da psicologia do desenvolvimento, da teoria da vinculação e dos resultados das investigações na área da neurociência e da genética. Propõe a PHDA como uma perturbação da auto-regulação da criança e a interacção precoce como um dos factores etiopatogénicos para o seu desenvolvimento. Através de uma metodologia teórica, percorre retrospectivamente o trajecto destas crianças, realçando o período crítico de maturação cerebral dos primeiros anos de vida como um período determinante para a organização de um padrão disfuncional que actua no desenvolvimento da PHDA mais tarde diagnosticada. A eleição de uma perspectiva integradora evita a fragmentação da complexidade inerente a estas crianças a uma dimensão singular. Assume-se o conjunto de dimensões que caracterizam cada elemento e as suas implicações para os encontros interactivos inscritos nesse período precoce. A análise desta dinâmica só é possível a partir de uma abordagem intersubjectiva, concretizada, neste trabalho, no Modelo de Regulação Mútua, proposto por Edward Tronick. Propõe-se que na origem da PHDA se encontra uma interacção precoce predominantemente desregulada, com falhas na possibilidade de reparação dos erros interactivos, conduzindo cada parceiro a uma experiência de stress interactivo prolongado e patogénico, marcado por estados afectivos negativos, que tendem a ser internalizados, ampliados e estendidos para as relações futuras.
ABSTRACT: This article shows an ethiopathogenic hypothesis of Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder with deficit (ADHD), integrating contributes from development psychology, attachment theory and research results within the neurosciences and genetic fields. It argues ADHD as a children's self-regulation disorder, and early interaction as one of the ethiopathogenic factors to the child's development. Through a theory methodology, it goes retrospectively through the child's path highlighting the critical period of brain maturation in the first years of life, as a determinant period for the organization of a dysfunctional pattern which acts in the development of the ADHD, later diagnosed. The election of an integrated perspective avoids splitting the complexity, inherent to these children, in a singular dimension. We undertake the dimension set that characterizes each element and its implications towards the interactive meetings in-scripted in that earlier period. It is only possible to analyze this dynamic from an intersubjective approach, made, in this work, within the Mutual Regulation Model, proposed by Edward Tronick. He argues that in the ADHD origin there is an early interaction predominantly disordered, showing some failures in the possibility to repair interactive mistakes, leading the partners to a long pathogenic interactive stress experience, marked with negative affective states, which tends to be internalized and amplified to other relationships.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, apresentada ao Instituto Superior de Psicologia Aplicada
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2724
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15654.pdf674,07 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.