Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2621
Título: Motivação e ansiedade para a matemática e autoconceito matemático: Relação com o género e o percurso académico em matemática
Autor: Rodrigues, Catarina Peres Correia de Oliveira
Orientador: Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves
Palavras-chave: Motivação para a matemática
Ansiedade para a matemática
Autoconceito matemático,
Género
Percurso académico em matemática
Math motivation
Math anxiety
Math self-concept
Gender
Academic progresse in math
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O objectivo principal deste estudo foi analisar as relações do Género e do Percurso Académico em Matemática com a Motivação Global e Ansiedade para a Matemática e o Autoconceito Matemático de 223 participantes que frequentavam o 9º ano. Os instrumentos utilizados foram a escala “Eu e a Matemática”, para a avaliação do perfil motivacional dos alunos, e a escala “Como é que eu Sou?”, que avalia o perfil de autoconceito académico. O perfil motivacional revelou que os rapazes apresentam níveis mais elevados de competência percebida e as raparigas níveis mais elevados de pressão. O perfil de autoconceito revelou níveis de competência escolar e competência a matemática mais elevados para os rapazes e níveis de competência a língua materna mais elevados para as raparigas. Verificou-se um efeito do género no autoconceito matemático, com valores mais elevados para os rapazes, e na ansiedade para a matemática, mais elevado para as raparigas. O perfil motivacional revelou níveis mais elevados de prazer, importância, escolha percebida, competência percebida e motivação global, e níveis de pressão mais baixos, quando o percurso em matemática é mais positivo. O perfil de autoconceito revelou níveis de competência escolar, competência a língua materna e competência a matemática mais elevados quando se verifica um percurso em matemática mais positivo. Verificou-se um efeito do percurso em matemática, com valores de motivação global para a matemática e autoconceito matemático mais elevados e níveis de ansiedade para a matemática mais baixos para os alunos com um percurso em matemática mais positivo.
The main goal of this study was to examine the connections of Gender and Academic Progress in Math to General Math Motivation, Math Anxiety and Math Self-Concept of 223 participants in 9th grade. The instruments used were the “Me and Math” scale, to assess the motivational profile of the students, and the “How am I?” scale, to assess the academic self-concept profile. The motivational profile showed that boys exhibit higher perceived competency and girls exhibit higher pressure. The self-concept profile showed higher school competency and math competency for boys and higher verbal competency for girls. A gender effect showed on the math self-concept, with boys exhibiting higher levels, and on math anxiety, higher for girls. The motivational profile exhibited higher levels of pleasure, importance, perceived choice, perceived competency and global motivation, and lower levels of pressure, when there was a more positive math progress. The self-concept profile exhibited higher school competency, verbal competency and math competency when there was a more positive math progress. A math progress effect showed, with higher general math motivation and math self-concept and lower math anxiety for students with a more positive math progress.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2621
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15427.pdf1,41 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.