Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/262
Título: Estudo exploratório sobre burnout numa amostra portuguesa: O narcisismo como variável preditora da síndrome de burnout
Autor: Tecedeiro, Miguel Moreira Vaz
Palavras-chave: Burnout
MBI
Narcisismo
Personalidade narcísica
Publicidade
Stress laboral
Advertising
Job stress
Narcissism
Narcissistic personality
Data: 2010
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 28(2), 311-320.
Resumo: Este estudo teve como objectivo testar a hipótese de que traços narcísicos de personalidade são um factor facilitador de burnout, uma síndrome psicológica de exaustão emocional associada ao stress profissional crónico. Seguindo um delineamento correlacional, aplicou-se a uma amostra de 68 colaboradores de duas agências multinacionais de publicidade a escala Maslach Burnout Inventory e a Escala de Características Narcísicas de Personalidade de Leon Crochick. Os resultados suportaram, pelo menos parcialmente, a hipótese proposta. Quando os níveis de narcisismo são baixos ou médios a relação entre narcisismo e burnout segue linearmente o previsto no modelo: quanto mais fortes as características de personalidade narcísica do sujeito, maiores são os scores nos diversos factores de burnout, com uma incidência particularmente significativa na exaustão. Quando os níveis de narcisismo são elevados a relação parece estabelecer-se de forma contingente com a variável realização profissional. Enquanto o sujeito se sente profissionalmente realizado, o narcisismo funciona como uma variável protectora contra o burnout e o stress profissional. Quando o sentimento de insucesso profissional se torna impossível de negar, o sujeito fortemente narcísico desenvolve níveis elevados de burnout. Contudo o valor explicativo desta dimensão da personalidade foi menor do que outras dimensões de cariz organizacional. ABSTRACT This research, aimed at studying the relationship between narcissistic personality characteristics and burnout, tests a central hypothesis that narcissistic personality traits are a burnout facilitating factor. Following a correlacional design, the Maslach Burnout Inventory and the Crochick’s Scale of Narcissistic Personality Factors were given to a sample of 68 workers of two multinational advertising agencies. Results were compatible, at least partially, with the proposed hypothesis. When narcissism levels were low or average the relationship between narcissism and burnout followed what was predicted by the model: higher narcissistic personality characteristics led to higher scores in the different burnout factors, particularly exhaustion. When narcissism levels were high, the relationship seemed to follow a contingent relationship with Professional Efficiency. If the subject felt professionally successful, narcissism worked as a protective variable against burnout and job stress. If feelings of professional failure were predominant the highly narcissistic subject developed high levels of burnout. However, the overall explanatory power of the narcissist personality factor was lower than organisational factors.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/262
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PCLI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP 28(2) 311-320.pdf88,21 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.