Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2596
Título: Tornar-se mãe para deixar de o ser: Estudo qualitativo sobre o aborto espontâneo
Autor: Ferreira, Sofia Madaleno
Orientador: Torres, Nuno
Palavras-chave: Gravidez
Luto materno
Aborto espontâneo
Pregnancy
Maternal grief
Miscarriage
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: A Gravidez é um momento de grande alegria e felicidade na vida de uma mulher, é a altura em que confirmam aquilo para que nasceram, em que são capazes de dar continuação à espécie. No entanto, nem sempre uma gravidez acaba com a chegada de um filho nos braços, por vezes, as gravidezes são abruptamente interrompidas, provocando inúmeros sentimentos negativos na mulher, levando a considerar-se incapaz e inadequada à função inata para que nasceu. É então, a difícil temática do Luto Materno que se pretende abordar neste trabalho, esperando no final perceber um pouco mais sobre a forma como o luto é/ou não construído para estas mulheres, e como é encarado o dia-a-dia após uma perda tão pertinente como a de um filho. Para esta investigação, foram entrevistadas duas mulheres que tiveram gravidezes normais e duas mulheres que sofreram abortos espontâneos, com o intuito de perceber como é o processo de se tornarem mães e como é feito o luto. Numa futura investigação sobre a temática do Luto Materno, poderíamos utilizar mais mulheres que sofreram perdas de um filho, alargando a mais tipos de perdas, não só as gestacionais, para se perceber como é feito o luto materno, nos diferentes tipos de perdas.
ABSTRACT: Pregnancy is a period of great joy and happiness in a woman’s life, is the confirmation of the reason for being born, being capable of assuring genetic continuity. However, not always a woman’s pregnancy ends with a child in the arms. Sometimes pregnancies are abruptly interrupted, causing many negative feelings, leading to the sensation of inadequacy and inability to achieve the natural function of delivering. It is then the difficult topic of Mourning Mother, the one to address in this work, waiting at the end to understand a little more about how grief is, or not, perceived by concerned women, and how the pain of loss of a child is regarded day-to-day. In this research, we interviewed two women who had normal pregnancies, and two women who suffered miscarriages, in order to understand how women in order to realize what the process of becoming mothers is, and how woman go through mourning. In a future study on the topic of Mourning Mother, we could address more women who have suffered loss of a child, expanding to situations other then only pregnancy losses, to be able to compare the behaviors against different types of sufferers.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2596
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14502.pdf715,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.