Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/259
Título: A dinâmica da consistência moral
Autor: Carita, Ana
Tomé, Gonçalo
Palavras-chave: Afectos
Cognição moral
Consistência moral
Escolaridade
Género
Affect
Gender
Moral cognition
Moral consistency
Schooling
Data: 2010
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 28(1), 85-105.
Resumo: O estudo inscreve-se na problemática da moralidade, centrando-se no problema da acção moral consistente. A mobilização de variáveis cognitivas e afectivas para a compreensão desta questão, e a operacionalização empírica da consistência no quadro das contribuições da abordagem desenvolvimental e estrutural da moralidade constituem traços centrais da pesquisa. Para a recolha da informação foi construído um questionário, o qual foi administrado a 156 participantes, dos 8º e 11º anos de escolaridade, rapazes e raparigas. Relativamente aos resultados confirmaram-se algumas das hipóteses colocadas, embora a sua interpretação não se apresente linear. Assim, a relação entre a cognição e a consistência apresentou-se positiva, mas fraca; já a relação entre a variável afectiva e a consistência apresentou-se igualmente positiva, mas mais confiável. Também o género parece contribuir para a variabilidade da consistência. Inteiramente não confirmadas foram as hipóteses sobre a contribuição da escolaridade na consistência, bem como o efeito mediador da satisfação perspectivada na relação entre a cognição e a consistência. Finalmente, a análise integrada da contribuição das variáveis preditoras na consistência mostrou que todas elas, com excepção da escolaridade, contribuem para explicar a variabilidade da consistência, aliás, mais do que qualquer uma delas isoladamente considerada. ABSTRACT The present study is based on a moral problem, and focus on the issue of consistent moral action. The mobilization of cognitive and affective variables for the understanding of this issue, and the empirical operationalization of consistency, within the frame of the contributions of a developmental and structural approach to morality, constitute central features of this research. In order to gather information a questionnaire was structured and applied to 156 8th and 11th grade boys and girls. The results have confirmed some of the formulated hypotheses, although their interpretation is not straightforward. The relationship between cognition and consistency presented a positive, however weak, result regarding the relationship between the affective variable and consistency, the latter being more reliable. Gender also seems to play a role in the consistency variability. The assumptions on the contribution of schooling to consistency, as well as the mediating effect of satisfaction, understood in the relationship between cognition and consistency, have not been confirmed. Finally, the integrated analysis of the contribution of predictor variables for consistency showed that all of them, with the exception of schooling, help to explain the variability of consistency, in fact, more than each one of them considered per se.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/259
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PDES - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP 28(1) 85-105.pdf115,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.