Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2549
Título: O objecto transicional – Uma meta-análise do conceito e uma revisão da literatura
Autor: Simão, António Luís Corado
Orientador: Carreiras, Maria Antónia Trigueiros de Castro
Palavras-chave: Objecto transicional
Fenómeno transicional
Espátula
Função de espelho
Transitional object
Transitional phenomenon
Spatula
Wooden reel
Mirror function
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O Objecto Transicional, conceito inicialmente criado por Winnicott, funda a expressão da distinção entre o Eu e o não-Eu, entre subjectivo e o objectivamente percepcionado, percursor do teste da realidade e da permanência do objecto. Auxiliar no treino nas diferentes fases da individuaçãoseparação, o seu uso pressupõe a aquisição da posição depressiva e da função simbólica, assentando na internalização de um bom objecto interno, por sua vez ancorada na relação consistente com uma mãe-ambiente contentora e suficientemente boa. O Objecto Transicional representa simultaneamente a relação da díade mãe-bebé, a mãe exterior mediada pela mãe internalizada, a própria criança e as funções maternas, contentoras da angústia, cuja internalização o normal desenvolvimento pressupõe. O Objecto Transicional contém igualmente a identificação com o olhar materno e o seu discurso, nos quais está reflectida, em espelho, a própria criança, permitindo à criança nomear e ser nomeada, assumindo-se como significado e significante, posicionando-se num espaço relacional face ao ambiente que a contém e de onde parte em actividades exploratórias cada vez mais amplas.
ABSTRACT: The Transicional Object, concept initially created by Winnicott, establishes the expression of the distinction between Me and not-Me, between subjective and objective perception, and also is the base of the reality-test and the permanence of object. Trainings in the different phases of the individuationseparation, its use is based in the acquisition of the depressive position and the symbolic function, the late seating in the internalization of a good internal object, in turn anchored in the consistent relation with a good enough and alive mother-environment. The Transicional Objecto simultaneously stands for the relation between the mother and the infant, the exterior mother mediated by the internalized good enough mother, the child itself and the maternal functions, whose internalization must happen in the normal development in order to gain the capacity to contain persecutory anxiety. The Transicional Object contains the identification with the maternal look and its speech, in which it is reflected, in mirror like, the child itself, allowing the child to name and to be named, once this speech is internalized, assuming itself as meaning and significant, gaining a position in relation to an environment that contains it and from where it parts in wider exploratory activities.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2549
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
18124.pdf506,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.