Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2528
Título: O que é uma boa morte? Estudo de validação de um instrumento
Autor: Jordão, Joana da Silva
Orientador: Leal, Isabel Pereira
Palavras-chave: Morte
Boa morte
Escala
Death
Good death
Scale
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: Segundo a Estratégia para o desenvolvimento do Programa Nacional de Cuidados Paliativos (2010) existe a necessidade de realizar um inquérito à população portuguesa que possibilite um conhecimento sobre o que as pessoas pensam sobre a morte digna e quais as expetativas relativamente à própria morte. A presente investigação ajudou a colmatar esta necessidade através do estudo do conceito de Boa Morte numa amostra de conveniência da população portuguesa (N=205). Para a prossecução deste objetivo foi necessário validar a Escala de Conceito de Boa Morte da autoria de Carolyne E. Schwartz e colaborados (2003). Os resultados mostram que o conceito de boa morte está relacionado com o Sexo, Idade, Estado Civil, Formação e com a Experiência com pacientes em fim de vida. A validade da escala, feita nos mesmo moldes preconizados pela autora, permite-nos afirmar que é aceitável para a medição deste conceito (KMO=0,671).
ABSTRACT: According to the Strategy for the development of the National Palliative Care Program (2010) there is a need to conduct a survey to the Portuguese population that enables knowledge about what people think about a dignified death and what the expectations regarding the death itself. This research helped to fill this need by studying the Concept of Good Death in a convenience sample of the Portuguese population (N = 205). To achieve this goal it was necessary the validation of the Measure Concept of Good Death created by Carolyne E. Schwartz and collaborators (2003). The results show that the concept of good death is related to Sex, Age, Marital Status, Formation and Experience with patients at end of life. The validity of the scale, made in the same manner advocated by the author, allows us to state that it is acceptable to measure this concept (KMO = 0.671).
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2528
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
20966.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.