Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2516
Título: Sexualidade da pessoa com deficiência intelectual - Atitudes de pais e profissionais
Autor: Gabriel, Carla Alexandra Costa
Orientador: Morgado, José
Palavras-chave: Sexualidade
Deficiência intelectual
Atitudes
Pais
Profissionais
Sexuality
Intellectual disability
Attitudes
Parents
Professionals
Data de Defesa: 2013
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: Tendo em conta que as atitudes dos pais e profissionais face à sexualidade das pessoas com deficiência intelectual têm um papel preponderante na disponibilização de oportunidades de vivências e experiências sexuais e na passagem de informação correcta acerca da sexualidade (Brown & Pirtle, 2008), o presente estudo pretende conhecer e analisar as atitudes e necessidades que ambos têm, bem como verificar se existem diferenças estatisticamente significativas entre elas. Tendo sido utilizada uma abordagem mista através da utilização do questionário ASQ-ID- Attitudes to Sexuality Questionnaire (Individuals with an Intellectual Disability) e de uma entrevista semi-estruturada, o presente estudo contou com uma amostra de 130 participantes (80 profissionais e 50 pais), dos quais três mães e três profissionais foram entrevistados. Os resultados obtidos confirmaram a nossa hipótese de que existem diferenças estatisticamente significativas nas atitudes dos pais e profissionais, demonstrando que os profissionais têm atitudes mais liberais. Através das entrevistas, verificámos que os profissionais têm necessidades de formação no que toca à capacidade para intervirem de forma adequada nas várias manifestações sexuais dos seus clientes, tendo sido enfatizada a necessidade do envolvimento da família neste processo, a consideração das diferenças individuais e a promoção de contextos favoráveis nas instituições para as vivências e experiências sexuais desta população. Por fim, atestou-se ainda através do discurso dos inquiridos, a falta de um consenso dentro das instituições acerca daquilo que devem fazer em situações onde os clientes necessitam de resposta.
ABSTRACT: Given that the attitudes of parents and professionals towards sexuality of people with intellectual disabilities have a role in providing opportunities for experiences and sexual experiences and pass correct information about sexuality (Brown & Pirtle, 2008), this study seeks to examine and analyze the attitudes and needs that both have and see if there are statistically significant differences between them. Having used a mixed approach by using the questionnaire ASQ-ID-Attitudes to Sexuality Questionnaire (Individuals with an Intellectual Disability) and a semi-structured interview, this study involved a sample of 130 participants (80 professionals and 50 parents), of which three mothers and three professionals were interviewed. The results confirmed our hypothesis that there are significant differences in the attitudes of parents and professionals, demonstrating that professionals have more liberal attitudes. Through the interviews, we found that professionals have training needs in relation to the ability to intervene appropriately in various sexual manifestations of its customers, having emphasized the need to involve the family in this process, consideration of individual differences and promoting favorable contexts in institutions for sexual experiences and the experiences of this population. Finally, it is also attested by the discourse of the respondents, the lack of consensus within institutions about what they should do in situations where customers need to be answered.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2516
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17809.pdf1,72 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.