Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2481
Título: Monogamia e ajustamento conjugal: Estudo entre casais do mesmo sexo e casais de sexo diferente
Autor: Mendes, José Carlos da Silva
Pereira, Henrique Marques
Palavras-chave: Exclusividade sexual
Ajustamento conjugal
Orientação sexual
Sexual exclusivity
Dyadic adjustment
Sexual orientation
Data: 2013
Editora: PsychOpen
Citação: Psychology, Community & Health, 2, 28-42
Resumo: e casais do mesmo sexo. Método: Participaram no estudo de caráter descritivo e exploratório, 909 indivíduos com idade igual ou superior a 16 anos e uma relação significativa com o mínimo de 6 meses. Recorrendo à internet, os participantes responderam a um questionário sociodemográfico, à versão portuguesa da DAS (Dyadic Adjustment Scale) e a um questionário que pretende avaliar a Exclusividade Sexual através do fator sexualidade e do fator autoestima. Resultados: Identificou-se que aproximadamente 50% dos inquiridos apresentam elevados níveis de Exclusividade Sexual e Ajustamento Conjugal. Verificou-se também que o grau de satisfação com a relação é o problema de relacionamento mais comum nos participantes inquiridos. Verificaram-se que as relações conjugais (expressão de afeto, satisfação e consenso) entre casais do mesmo sexo e casais de sexo diferente não apresentam diferenças estatisticamente significativas (F(2.905) = .339; p > .05). Conclusão: Aproximadamente 50% dos participantes apresentam elevados níveis de exclusividade sexual e ajustamento conjugal. A monogamia em casais do mesmo sexo é muitas vezes percebida como um mito. De facto, os dados apresentam bons níveis de exclusividade nos casais heterossexuais em comparação com os casais homossexuais. No entanto, o ajustamento conjugal não apresenta diferenças significativas entre estes dois grupos.
Abstract: Objective: This study aims at identifying differences in sexual exclusivity and marital adjustment among different-sex and same-sex couples. Method: A descriptive and exploratory study was conducted, with 909 individuals aged over 16 years and in a significant relationship for at least 6 months. Using the internet, the participants completed a sociodemographic questionnaire, the English version of the DAS (Dyadic Adjustment Scale) and a questionnaire that aims at assessing the Sexual Exclusivity through a sexuality factor and a self-esteem factor. Results: We observed that approximately 50% of the respondents presented high levels of Sexual Exclusivity and Marital Adjustment. We also found that the level of satisfaction with the relationship is the most common problem reported by the participants. Moreover, we found that marital relations (expression of affection, satisfaction and consensus) among same-sex couples and different-sex couples did not present statistically significant differences (F(2,905) = .339; p > .05). Conclusion: Approximately 50% of the participants presented high levels of sexual exclusivity and marital adjustment. Monogamy in same-sex couples is often perceived as a myth. In fact, the data shows good levels of exclusivity among heterosexual couples compared to homosexual couples. However, the relationship adjustment is not significantly different between the two groups.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2481
ISSN: 2182-438X
Aparece nas colecções:UIPS - Artigos em revistas internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PCH_2_28-42.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.