Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2323
Título: Promover a empregabilidade em tempo de insegurança laboral: o papel das práticas de formação no compromisso afetivo
Autor: Serejo, Ana Raquel Alves
Orientador: Cesário, Francisco J. Santos
Palavras-chave: Formação
Empregabilidade
Insegurança laboral
Compromisso afectivo
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O presente estudo pretende averiguar o efeito da Formação Promotora de Empregabilidade no Compromisso Afetivo dos colaboradores para com a organização empregadora. Recorreu-se ainda à distinção entre Empregabilidade Interna e Empregabilidade Externa. Adicionalmente procurou-se avaliar a possibilidade de um efeito mediador nesta relação por parte da Insegurança Laboral. A investigação contou com um total de 156 participantes, profissionalmente ativos, de diferentes organizações. Os dados foram analisados com recurso ao método de Equações Estruturais. Foi possível comprovar uma associação positiva entre a Formação como Promotora de Empregabilidade (Global, Interna e Externa) e o Compromisso Afetivo. Verificou-se também que a Insegurança Laboral influência negativamente o Compromisso Afetivo. Não foi encontrada uma relação significativa entre a variável Formação como Promotora de Empregabilidade e a Insegurança Laboral, inviabilizando também a hipótese de mediação. Estes resultados permitiram refletir acerca das implicações destas variáveis nas práticas de recursos humanos e impacto nos resultados individuais e organizacionais. Conclui-se acerca da importância de minimizar o impacto da Insegurança Laboral, dos benefícios da Formação que potencia a empregabilidade e da necessidade implementação de estratégias para aumentar o Compromisso Afetivo.------ABSTRACT------The present study aims to investigate the effect of Training that promotes Employability on Affective Commitment of employees towards the employing organization. It is further considered the distinction between Internal Employability and External Employability. Additionally was evaluated the possibility of a mediating effect on this relationship by Job Insecurity. The investigation included a total of 156 participants, professionally active in various and distinct organizations. Data were analyzed using the Structural Equation Modeling. It was possible to demonstrate a positive association between Training that promotes Employability (Global, Internal and External) and Affective Commitment. It was also found that Job Insecurity has a negative influence on Affective Commitment. There was no evidence of a significant relationship between the variable Training that promotes Employability and Job Insecurity, therefore excluding the possibility of mediation. These results allowed to contemplate the implications of these variables in human resource practices and the impact on individual and organizational outcomes. Finally, it was concluded the importance of minimizing the impact of Job Insecurity, the benefits of training that enhances employability and the need to implement strategies to increase the Affective Commitment.
Descrição: Tese de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Social e das Organizações
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2323
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15483.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.