Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2312
Título: Relação entre a motivação intrínseca para a Matemática e o suporte do professor, desempenho académico, género e ano de escolaridade
Autor: Santos, Marta Sofia Vitorino
Palavras-chave: Motivação
Autonomia
Aprendizagem
Motivation
Autonomy
Learning
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: No presente estudo tivemos como objetivos analisar as relações entre a motivação para a Matemática e a perceção que os alunos têm do suporte à autonomia dado pelos seus professores, assim como analisar a relação entre a motivação para a Matemática e o ano de escolaridade, desempenho académico e o género dos alunos. Participaram neste estudo 179 alunos que frequentavam o 6º e 9º ano de escolaridade de uma escola pública de Lisboa. Os instrumentos utilizados foram a escala “Eu e a Matemática” (IMI) e o “Suporte do professor em sala de aula” (LCQ). Os resultados obtidos demonstraram que os alunos atribuem valor e utilidade à Matemática mas não se percecionam como muito competentes nesta disciplina. A motivação para a Matemática e o suporte à autonomia apresentou uma relação positiva, significativa e moderada, excetuando a dimensão Escolha Percebida que apresentou um valor correlacional baixa. O suporte à autonomia dado pelo professor está relacionado com a motivação dos alunos. Constatou-se que os alunos que apresentavam melhores níveis de desempenho académico demonstraram níveis de motivação intrínseca para a Matemática superiores. Verificou-se também que os níveis de motivação intrínseca para a Matemática diminuem com o aumento do ano de escolaridade. Quanto ao género, em todas as dimensões avaliadas, os rapazes apresentaram níveis de motivação intrínseca para a Matemática mais elevados que as raparigas. ------- ABSTRACT ------- The present study’s objectives were to analyze the relation between motivation in Mathmatics and the perception that students have of autonomy support given by their teachers, as well as to analyze the relation between motivation in Mathematics and grades, academic performance and students’ gender. The sample had 179 students who attended the 6th and 9th grade at a public school in Lisbon. The instruments used were the scale "Me and Mathematics" (IMI) and "Teacher’s support in the classroom" (LCQ). The results showed that students attribute value and utility to Mathematics but don’t perceive themselves as very competent in this subject. Motivation in Mathematics and autonomy support had a positive, significant and moderate correlation, except in Perceived Choice that had a low correlation value. The autonomy support given by the teacher is related to student motivation. It was found that students who had higher levels of academic performance showed higher levels of intrinsic motivation in Mathematics. It was also found that intrinsic motivation levels for Mathematics decreases with the increase of the school year. As to gender, in all dimensions evaluated, boys had higher levels of intrinsic motivation for Mathematics higher than girls.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2312
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15082.pdf2,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.