Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2310
Título: Quanto mais me bates mais gosto de ti: um estudo exploratório sobre a violência no namoro
Autor: Cristovão, Catarina Morgado
Orientador: Sá, Eduardo
Palavras-chave: Violência
Namoro
Adolescentes
Prevalência
Crenças
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: Tema: Quanto mais me bates mais gosto de ti: um Estudo Exploratório sobre a Violência no Namoro. Problema: A violência no namoro constitui um problema social muito importante nas relações românticas dos jovens e adultos. O comportamento do jovem vai estabelecer os padrões de relacionamento pessoal e relacional no futuro quando forem adultos. Recentemente, pesquisas têm vindo a observar que as relações amorosas dos adolescentes estão marcadas cada vez mais por comportamentos de violência. Objectivo: analisar a prevalência da violência dos adolescentes e identificar as estratégias de resolução de conflitos abusivas e positivas do próprio e do seu parceiro(a), assim como observar as crenças e atitudes dos jovens sobre a violência física, psicológica e sexual nos relacionamentos íntimos de namoro. Método: O estudo foi composto por 629 estudantes do ensino secundário de duas Escolas do centro de Lisboa, de ambos os géneros e com idades compreendidas entre os 14 e os 20 anos. A recolha de dados quantitativos foi realizada através dos instrumentos Inventário de Conflitos nas Relações de Namoro entre Adolescentes (CADRI) e a Escala de Atitudes acerca da Violência no Namoro (EAVN). Resultados: Verificou-se que apenas 4,2% dos jovens não tem comportamentos abusivos nas suas relações e que apenas 38,8% dos jovens não tem comportamentos violentos na díade. O tipo de violência mais presente nas relações íntimas dos jovens é a Violência Emocional/Verbal, e a menos presente é a Violência Física. Observou-se que quanto maior a legitimação da crença da violência, maior a prevalência de comportamentos violentos na relação. Também se verificou que os indivíduos que consomem drogas e álcool reportam comportamentos mais violentos do que os sujeitos que nunca consumiram.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2310
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15268.pdf2,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.