Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2308
Título: Raparigas pré-adolescentes com diabetes mellitus tipo I - Um olhar psicodinâmico
Autor: Pereira, Joana Margarida
Palavras-chave: Diabetes 1
Pré-adolescência
Representação de si
Rorschach
Type 1 diabetes
Preadolescence
Self representation
Rorschach
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: Nesta investigação propusemo-nos a estudar o papel que a Diabetes Mellitus Tipo 1 tem na pré-adolescência ao nível da representação de si e do outro, das relações. A pré-adolescência marca o início de uma fase do desenvolvimento importantíssima. Esta destaca-se pelas transformações internas e externas resultantes do processo pubertário, que tendem a ocorrer entre o 12 e os 14 anos. Particularmente o corpo assume um papel central nesta fase. A diabetes, enquanto doença crónica grave que põe em risco a integridade física e requer um conjunto de readaptações, constitui-se como potencial ataque ao processo pubertário, nomeadamente, ao segundo processo de separação e imagem corporal, à representação de si. Assim, neste estudo comparativo, como instrumento óptimo de acesso ao mundo interno do sujeito escolhemos a prova projectiva Rorschach, a qual permite a compreensão da forma como o sujeito se organiza face à realidade interna e externa. Desta forma, da análise de 15 protocolos Rorschach, foi-nos possível verificar a existência de importantes diferenças entre as raparigas pré-adolescentes com diabetes (9 protocolos) e sem diabetes (6 protocolos). Nesta amostra, nas raparigas com diabetes, destacaram-se, angústia mais elevada e maior dependência/necessidade do outro, bem como importantes fragilidades ao nível da representação de si e da imagem corporal. Portanto, a diabetes teve um importante impacto na vivência subjectiva das pré-adolescentes desta amostra, pelo que concluímos a necessidade de se investir em estudos que promovam uma melhor compreensão desta relação. ------- ABSTRACT ------- The goal of this research was to study the part that Type 1 diabetes mellitus has on preadolescence, at the level of representation, both self and of others, of relations, Preadolescence puts a mark on the beginning of a extremely important fase of development. This fase stands out by internal and external changes that come as a result of the pubertal process, that tend to occur between 12 and 14 years of age. Specifically, the body takes a central role at this stage. Diabetes, while serious chronic disease, that jeopardizes physical integrity and demands a set of readjustments, is a potential attack on the pubertal process, namely, the second process of separation and body image, the self representation. Thus, in this comparative study, as an excellent tool to reach the internal world of the subject we chose Rorschach, which allows the understanding of how the subject gets organized facing internal and external realities. In this way, the analysis of 15 Rorschach protocols allowed us to verify the existence of important differences between pre-adolescent girls with diabetes (9 protocols) and without diabetes (6 protocols). In this sample, on the groups of girls with diabetes stood out higher anguish and greater dependence/need for others, as well as important frailness at the level of the self representation and body image, this means diabetes had an important impact on the subjective experience of the pre-adolescent girls constituting this sample, which lead us to the conclusion that need exists to invest in studies that promote a greater understanding of this relation.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2308
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15062.pdf674,76 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.