Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2295
Título: Mudanças em psicoterapia: Personalidade, mecanismos de defesa e sintomas
Autor: Malheiro, Carolina Albergaria
Palavras-chave: Psicoterapia
Mudança
Personalidade
Mecanismos de defesa
Sintomas
Psychotherapy
Change
Personality
Defense mechanisms
Symptoms
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: A presente revisão de literatura pretende dar uma visão do que de mais relevante se tem vindo a investigar e publicar no âmbito do estudo sobre mudanças dos sintomas versus mudanças na estrutura na sequência de um processo psicoterapêutico. Neste contexto apresentam-se algumas reflexões de vários autores, cuja contribuição foi fundamental para este tema. De seguida apresentam-se alguns estudos onde se utilizaram vários instrumentos com o objetivo de se avaliar a eficácia do tratamento e perceber quando e como mudam os parâmetros avaliados. Dos vários estudos apresentados, concluiu-se que a mudança sintomática começa a acontecer, com alguma evidência, desde o início da psicoterapia, enquanto as mudanças estruturais, nomeadamente ao nível dos traços característicos da personalidade e dos mecanismos de defesa, ocorrem de uma forma muito mais lenta e subtil, sendo pouco provável a sua constatação antes do primeiro ano de tratamento. Da análise destes estudos ficou também bem patente a importância da aplicação de instrumentos de avaliação, não só com vista a uma melhor compreensão do processo de mudança, mas, principalmente para um melhor planeamento e condução da psicoterapia. ------ ABSTRACT ------ The aim of this literature review is to give an overview of the most relevant published research about changes in symptoms versus structural changes as a result of a psychotherapeutic process. In this context, some considerations and opinions of several authors are presented, whose contribution to this subject was fundamental. Then, some studies are described, where the authors used several assessment tools with the goal of evaluate treatment efficacy and to understand when and how did the evaluated parameters changed. Based on the presented studies, it’s possible to conclude that symptomatic change begins to occur, with some evidence, from the beginning of the psychotherapy, while structural changes, particularly in what concerns characteristic personality traits and defense mechanisms, occur in a much more slow and subtle way, being unlikely to see those changes before the end of the first year of treatment. Analyzing these studies, it is also evident the importance of the application of assessment tools, not only in order to a better understanding of the change process, but mainly, for a better planning and conduction of the psychotherapy.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2295
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15025.pdf2,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.