Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2293
Título: Trissomia 21 e inclusão: Estudo descritivo acerca das experiências de mães de crianças no 1º ciclo
Autor: Mata, Ana Carolina Cruz Ferreira da
Palavras-chave: Trissomia 21
Inclusão
Experiências
Expetativas parentais
Mães
Down syndrome
Inclusion
Experiencies
Parental expetations
Mothers
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O presente estudo, de caráter qualitativo, procura compreender as experiências de mães de crianças com Trissomia 21 no que diz respeito à inclusão dos seus filhos na escola. Pretende conhecer dificuldades, apoios, expetativas e preocupações ao longo do percurso, identificar os facilitadores e as barreiras à inclusão e perceber a perspetiva das crianças face à escola, segundo a perceção das mães. Tem como propósito contribuir para a reflexão acerca das práticas atuais e da forma como os profissionais podem responder de forma eficaz às necessidades das mães e da criança. O estudo contou com a participação de 8 mães de crianças portadoras de Trissomia 21 com idades compreendidas entre os 8 e os 10 anos, a frequentar o 2º e o 3º ano do ensino básico. A metodologia utilizada foi a de histórias de vida com enfoque no período de escolaridade da criança, tendo sido realizadas entrevistas semiestruturadas às mães participantes. Os resultados obtidos demonstraram lacunas na formação dos profissionais, cujas repercussões se estendem a vários níveis, bem como uma ausência de recursos humanos suficientes para apoiar a criança. As preocupações das mães centram-se nas transições de ano ou escola, sendo que, no geral, apresentam uma expetativa otimista do futuro. Em relação às experiências positivas e boas práticas inclusivas, verificou-se uma procura de soluções por parte das escolas e um desempenho de qualidade dos professores e da educação especial. Ainda que tenham sido relatadas atitudes negativas face à criança, o balanço geral da relação com pares e profissionais é positivo. Todas as mães reconhecem progressos na criança e, globalmente, referem uma atitude positiva face à escola. ------- ABSTRACT ------ The purpose of this qualitative study is to understand the experiences of mothers of children with Down syndrome regarding their inclusion at school by identifying their difficultties, support, expectations and concerns throughout their school years. The main goal is to help staff to fulfill the needs of mothers and children effectively. Eight mothers of children with Down syndrome between the ages of 8 to 10 and currently attending 2nd and 3rd grade participated in this study. In order to collect and analyze data, the life history method was selected and semi-structured interviews were conducted. The results show the staff’s lack of knowledge, which affects different aspects of the child’s education. It is also noticeable the nonexistence of human resources to support the child. Mothers fear the year or school’s transition, but they tend to have optimistic expectations for the future of their child. Regarding positive experiences and good practices, the results demonstrate that schools tried to find solutions to the child’s needs. Mothers also found good the performance of teachers and special education. Although there were evidences of negative attitudes towards the child, the overview suggests a positive relationship with peers and staff. All mothers recognized their child’s achievement and, in most cases, perceived their child’s attitude towards school as positive.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2293
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14993.pdf1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.