Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2287
Título: Literacia em saúde: Contribuição para o estudo de adaptação e validação do NVS – Newest Vital Sign
Autor: Fernandes, Patrícia
Palavras-chave: Literacia em saúde
Análise fatorial exploratória
Características sociodemográficas
Indicadores de saúde
Data: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O presente estudo tem como objetivo contribuir para a validação do questionário de avaliação da literacia em saúde, Newest Vital Sign (NVS) de Weiss e colaboradores (2005), numa amostra de pessoas com mais de 65 anos, sendo analisadas as suas propriedades psicométricas, validade e fiabilidade. 79 participantes, com uma média de idades de 72 anos responderam ao NVS. 79,8% dos participantes deram entre 0 e 3 respostas corretas, num total de 6 possíveis, o que indica baixa literacia em saúde. As propriedades métricas são satisfatórias e a análise fatorial exploratória revelou a existência de dois fatores, com os itens associados a competências numéricas a gravitar em torno do primeiro fator, e os referentes a competências de leitura a gravitar em torno de um segundo fator. A consistência interna é boa (KR-20 = 0.76) e o instrumento mostra alguma estabilidade temporal (r = 0.43), denotando-se algum efeito de aprendizagem após a primeira administração. O instrumento revela propriedades psicométricas satisfatórias, sendo adequado para avaliar o nível de literacia em saúde. Foram feitas análises de correlações entre literacia em saúde, características sociodemográficas e indicadores de saúde, encontrando-se associação entre o grau de literacia em saúde e o rendimento, a escolaridade, a prática de atividade física, o índice de massa corporal e o diagnóstico de diabetes. ------- ABSTRACT ------- The present study aims to contribute to the validation of the assessment of literacy in health, Newest Vital Sign (NVS) of Weiss and colleagues (2005), in a sample of people over 65 years, and examined their psychometric properties, validity and reliability. 79 people participated, with a mean age of 72 years. In response to NVS 79.8% of participants gave from 0 to 3 correct answers, from a total of 6 possible, which indicates low health literacy. The metric properties are satisfactory and exploratory factor analysis revealed two factors with the items associated with numerical skills to gravitate toward the first factor, and those pertaining to reading skills to gravitate around a second factor. Internal consistency is acceptable (α = 0.76) and the instrument is shown to be stable over time (r = 0.43) although is recognized the learning effect after the first administration. The instrument has satisfactory properties and is suitable to evaluate the level of health literacy. Correlation analyzes were performed between health literacy, socio-demographic characteristics and health outcomes. An association between the degree of health literacy and income, education level, physical activity, body mass index and the diagnosis of diabetes was found.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2287
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14921.pdf570,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.