Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2282
Título: À flor da pele: Algumas reflexões a propósito de um estudo de caso sobre autolesão
Autor: Borges, Carolina Nunes Leal de Oliveira
Palavras-chave: Autolesão
Violência autodirigida não-suicida
Depressão Borderline
Self-injury
Nonsuicidal self-injury
Borderline depression
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário das Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Resumo: Os comportamentos autolesivos, como comportamentos de violência autodirigida, de caracter não suicida são, cada vez mais, um fenómeno que exige investigação e compreensão por parte dos clínicos e dos investigadores. A autolesão poderá ser compreendida como um modo de expressão do corpo, pelo corpo. Na procura dos limites entre o Eu e o outro, entre o externo e o interno a autolesão é uma forma de individualização, em que as experiências subjectivas podem ser comunicadas e, nesse sentido, ser (re)conhecido pelo outro. O presente estudo de caso tem como objectivo uma leitura clínica e psicanalítica desta conduta - explorando detalhadamente a história de vida do indivíduo - pela compreensão e apreensão dos elementos subjacentes à mesma. Pelo método da análise de conteúdo das entrevistas, definiram-se categorias transversais ao discurso do sujeito. Sugere-se uma Depressão Borderline, consequência de uma falha da função do objecto externo, predominando o sentimento de vazio e de desamparo. Esta depressão anaclítica poderá ser exteriorizada, sob a forma de manifestações violentas ou, noutras situações, por um desprendimento- quase inerte. ------ ABSTRACT ------- Self-injurious behaviors, such as nonsuicidal self-injury, are an increasingly phenomenon, that requires research and understanding on the part of clinicians and researchers. Self-injury may be understood as a mode of expression in the body, by the body. In search of boundaries between the self and others, between the external and internal, self-injury is a way of individualization, in which the subjective experiences can be communicated and, therefore, recognized by others. This case study aims a clinical and psychoanalytic reading of this kind of behavior – exploring in detail the history life of the individual - through apprehension and comprehension of the elements underlying the same. Using content analysis’ method, transversal categories were defined to the discourse of the subject. We suggest a Borderline Depression, consequence of a failure in the external object, prevailing the sense of emptiness and helplessness. This anaclitic depression can be externalized in the form of violent manifestations or, in other cases, by a detachment - almost inert.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2282
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14892.pdf879,94 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.