Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2250
Título: Gaguez na infância: Ritmos e relações familiares - Um estudo de caso
Autor: Ventura, Teresa Riscado Duarte Gregório
Palavras-chave: Gaguez
Infância
Ritmo
Dinâmica relacional
Separação-individuação
Stuttering
Childhood
Rhythm
Relational dynamics
Separation-individuation
Data de Defesa: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário das Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Resumo: Encarando a gaguez como uma perturbação da interlocução, mais do que da elocução, pretende-se neste estudo investigar a dinâmica relacional gerada entre a criança que gagueja e a sua família, principalmente a mãe, no sentido de explorar a correlação entre as dinâmicas familiares e o ritmo da fala dessa criança. Trata-se de um estudo de caso qualitativo e exploratório, em que o sujeito é um menino de sete anos com gaguez, seguido em terapia da fala. Os dados para investigação foram recolhidos em contexto habitacional. Os instrumentos a que se recorreu foram: a entrevista semi-estruturada com os pais, para recolha anamnésica; a entrevista R (Stern e outros, 1989) com a mãe, destinada a avaliar as representações mentais maternas; o FRT (Bene & Anthony, 1985), dirigido à criança para aceder à forma como esta se relaciona emocionalmente com os elementos da família; as três provas de ritmo de Mira Stambak, também aplicadas à criança com vista a conhecer alguns aspectos da sua organização temporal, nomeadamente o seu ritmo espontâneo. Os resultados obtidos sugerem, como esperado, alguma perturbação nos ritmos individuais da criança e no seu processo de separação-individuação, assim como uma possível falha na própria construção identitária. Os dados apontam, assim, para uma correlação entre as dinâmicas familiares e o ritmo de fala da criança que gagueja. ------ ABSTRACT ------- Facing stuttering as a disorder of dialogue rather than utterance, this study investigates the relational dynamics between a child who stutters and his family, in particular his mother, aiming to find a possible correlation between the family dynamics and the child speech’s rhythm. This work is a qualitative and exploratory case study, in which the subject is a stammering seven years old boy, attending speech therapy. The data for this research was collected in the child home enviroment. The analisis instruments used were: a semi-structured interview with the parents, for the anamnesis; interview R (Stern and others, 1989) with the mother, to assess the maternal representation, the FRT (Bene & Anthony, 1985 ) applied to the child to assess how he relates emotionally with the other elements of the family, the three Mira Stambak’s rhythm tests, also applied to the child in order to evaluate some aspects of his temporal organization, namely spontaneous rhythm. The results suggest, as expected, some disturbance in the child's individual rhythm and separation-individuation process, as well as a possible failure in his identity construction. The data suggests a correlation between family dynamics and rhythm of speech in the stuttering child.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2250
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
9790.pdf2,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.