Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2185
Título: Estratégias qualitativas de investigação do uso de drogas e da toxicodependência
Autor: Fernandes, Luís
Data: 1989
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 7 (1/2/3), 329-338
Resumo: A investigação e conceptualização do uso de drogas e da toxicodependência em Portugai têm sido ditadas pelas posições perceptivas possíveis a partir dos dispositivos de controle da droga. Relevam desta estratégia de saber-poder sobre a nova figura da desordem as investigações com base no material clínico da toxicodependência e as investigações com base na técnica do questionário. Fazemos o levantamento de algumas das insuficiências destas estratégias - que se inscrevem no movimento mais geral da falência dum paradigma perante um facto que, transgredindo a ordem social, transgride a ordem do saber - e defendemos a necessidade doutras posições perceptivas que deixem ler proximalmente o fenómeno. Recorreremos, como ilustração, à descrição da pesquisa de terreno que efectuamos sobre as drogas num contexto urbano-industrial, terminando com alguns apontamentos sobre o estatuto epistemológico da investigação nas ciências sociais.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2185
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PCLI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1989_123_329.pdf830,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.