Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/2126
Título: Estruturação e verbalização no conhecimento social
Autor: Bergamin, Maria Dulce B.
Data: 1986
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 4 (2), 183-196
Resumo: Cento e quarenta crianças de seis a doze anos de idade foram individualmente observadas através da técnica de colocação de bonecos. Numa primeira tarefa foram solicitadas a arrumar um conjunto de 15 bonecos sobre uma folha de papel, explicando quem eram e o que faziam os bonecos. Noutra tarefa deviam escolher dois bonecos quaisquer e colocá-los sobre o papel supondo que conversavam e que mantinham entre si diferentes tipos de relação social. Mediu-se a distância que separava os bonecos em cada uma destas relações propostas, e o resultado foi submetido ao Teste de Friedman, não revelando diferenças significativas entre as situações de relação social propostas, nem entre as faixas etárias observadas. A colocação de bonecos na primeira tarefa revelou padrões de organização que variam conforme o grau de desenvolvimento psicológico da criança. A partir de uma organização incipiente aos 6 anos, evolui para a formação de uma «fila» aos 7-8, seguida do «agregado» que predomina aos 9, e dá lugar à formação de pequenos grupos em interacção face a face após os 10 anos. Estes dados foram discutidos nos termos da teoria de Piaget. Os dados verbais fornecidos pelos diálogos atribuídos aos bonecos na segunda tarefa revelaram um aumento progressivo da complexidade e da diferenciação do conhecimento social com a idade. ------ ABSTRACT ------ One hundred forty six-to-twelve-year old children were individualy asked to freely place a set of 15 dolls on a paper sheet, and afterwards to place them two at a time in interaction, as well as to invent a supposed talk they would have at different social relationships. The distances at which dolls were placed were measured, and analysed by the Friedman Test, yielding no generalized significant differences, either between supposed social relationships or between sujects ages. Doll placement in the first task showed several patterns of organization. Beginning with incipient organization at 6 years, doll placement gets increased order at 7-8 in a «queue» line wich gives place to an «agregate» at 9, and finally to «small groups» in a face-to-face interaction. these data were interpreted as showing an increasing structuration of social knowledge, as proposed by Piaget's theory. Analysis of verbal content of the doll's conversations invented by the subjects showed an increasing complexity and differentiation with increased age.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/2126
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSOC - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1986_2_183.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.